arrow_back

Resultado da busca por: "preferível"

10 coisas que eu aprendi com o seriado Chaves

Para quem gosta do seriado Chaves, a lista que segue abaixo vai ser um banho de nostalgia e ensinamentos.


Se você preferir, pode ouvir e ver ela neste vídeo preparado para quem prefere o Youtube.


vídeo do Chaves aqui


01 . A vingança nunca é plena, mata a alma e à envenena


seriado Chaves


Todos sabemos o alto preço de gastar energia buscando por vingança e o Seu Madruga foi categórico ao proferir as belas palavras “A vingança nunca é plena, mata a alma e à envenena”.


02 . Pobreza não é sinônimo de criminalidade



O seriado Chaves mostra que apesar dos problemas da vida tentarem fazer com que o Chaves rume para o mau caminho, ele sempre acaba ficando do lado do bem e nas poucas vezes que faz algo errado, é sempre de uma forma que permite que ele se redima.


03 . A infância é a melhor fase das nossas vidas



Grande parte da série é baseada em mostrar adultos interpretando crianças e se tem um ensinamento explícito ali é o de que quando somos crianças, tudo é novo e tentamos moldar o mundo aos nossos pensamentos, mas no final das contas, estamos apenas em fase de aprendizagem, descobrindo que a vida não é fácil.


04 . É preferível morrer do que perder a vida



Essa frase pode parecer boba num primeiro momento, mas nem todo mundo que está vivo, está de fato vivendo.


05 . Partilhar é necessário



Não são raros os momentos de Chaves em que aprendemos que devemos sempre partilhar o que lucramos, nossos alimentos e até mesmo a nossa atenção.


Em vários dos episódios o Chaves estava esfomeado e alguém dividia o que tinha com ele por ver que ele precisava.


06 . É importante pensar antes de falar



É bem comum que o Chaves fale algo sem pensar e isso nos ensina que devemos ouvir muito antes de decidirmos falar, pois uma fala mal interpretada ou impensada pode causar uma grande confusão.


07 . O poder da generosidade



Você já percebeu que o Senhor Barriga está sempre cobrando o Seu Madruga, mas são raros os momentos em que ele realmente despeja o mesmo?


O seriado Chaves expõe que o Senhor Barriga sabe que tem muito dinheiro e, por este motivo, perdoa a maior parte das dívidas do Seu Madruga pelo bem dele e da sua filha.


É claro que não pagar o aluguel é algo totalmente errado, mas é visível que, por muitas vezes, o Senhor Barriga entende que tem muito mais e que pode partilhar o imóvel.


08 . A família é a base de tudo



Chaves não tem uma família pra chamar de sua, ele vive num barril no meio da vila e todo mundo tem algum contato com ele, mas fica claro que ele considera todas as pessoas que o cercam como sua família.


Seu Madruga e Chiquinha, Dona Florinda e Quico, Senhor Barriga e Nhonho e até a solitária Dona Clotilde são pessoas em configurações diferentes de família que podem ser consideradas a família do Chaves.


No final das contas, as famílias sempre se ajudam.


09 . Devemos respeitar os mais velhos



Já faz algum tempo que vemos todo mundo falando que devemos ouvir os jovens, mas que me perdoem os que amam as ideias da juventude, mas sábios mesmo são os mais velhos.


Percebam que a ingenuidade das crianças da vila contrasta com a sapiência dos mais velhos, que são considerados autoridades no local.


Eles nem sempre estão certos, mas, na medida do possível, são respeitados.


10 . A vida em sociedade é importante



Por mais que muitas pessoas evitem viver plenamente em sociedade, nós precisamos dos nossos familiares, amigos e vizinhos e Chaves ensina que isso não é uma escolha, mesmo as pessoas mais solitárias, no final das contas, precisam dos outros para viver bem.


O post 10 coisas que eu aprendi com o seriado Chaves apareceu primeiro em O Macho Alpha.

Senna: 25 anos daquele Grande Prêmio da Europa

Hoje eu tô afim de recordar uma coisa bem legal do passado. E especialmente um assunto que foi muito comentado no mês passado. Dia 11 de abril fez 25 anos que Ayrton Senna mandou aquela vitória incrível no Grande Prêmio da Europa, em 1993, debaixo de chuva: chuva forte, garoa, piso seco, chuva de novo.


cassinos online


Uma corrida que foi decidida, como ele falou mais tarde, naquela primeira volta. Mas veja de novo o vídeo da corrida no youtube, seja com relato do inevitável Galvão, seja com relato dos ingleses, seja no vídeo oficial da Fórmula 1, mas veja e perceba que não foi só a primeira volta; foi a segunda também, em que nosso herói abriu uma vantagem do Prost que parecia que ele estava parado.


Uma aposta de risco


Senna falou também que, pilotando naquelas condições, era preciso criatividade e risco. “Gambling”, foi a palavra que ele usou, que na língua inglesa está muito associada aos jogos de azar e aos cassinos em particular – esses jogos que os brasileiros só acessam em cassinos online porque continuam sendo proibidos por cá, ao contrário de quase todo o planeta.


Aquela primeira volta foi uma jogada de risco, mas Senna sabia o que estava fazendo, confiou, manteve o controle, e acima de tudo sabia que aquela primeira volta – e depois aquelas primeiras voltas voando com pista mais molhada – poderiam valer todo o Grande Prêmio.


Senna fez aquilo de sempre: arriscou e ganhou.


cassinos online


Premonição do outro piloto tupiniquim


Podia ter tido dois brasileiros no pódio, pois o Rubens Barrichello, em apenas sua terceira corrida, seguia em terceiro no carro da nanica Jordan a poucas voltas do fim quando o motor pifou. Apetece quase dizer que isso seria premonição do que seria a carreira dele, sempre faltando algo. Mas tudo bem, ainda tínhamos nosso herói lá para mostrar a bandeira brasileira para todo o mundo.


Quem é que dá alegrias para o povo, agora?


Quer você gostasse ou não de ver carrinhos andando em voltas na pista, Senna era tudo aquilo que o brasileiro queria para seu próprio país: um especialista respeitado e admirado em todo o planeta em uma matéria tecnológica e de “primeiro mundo”.


Não teve Tancredo Neves, mas teve Senna numa época em que queríamos acreditar que o Brasil ia decolar de seu passado. Hoje não tem futebol, não tem Fórmula 1 e quase seria preferível dizer que não tem política, também.


O post Senna: 25 anos daquele Grande Prêmio da Europa apareceu primeiro em Blog Insôônia.

O auge da falta de auto estima


Se isso for de verdade alguém precisa pegar esse maluco pelos ombros, sacudir freneticamente e gritar MANO PELAMORDEDEUS SAI DESSA VIDA!


Cara, é preferível você passar a vida toda jogando strip poker contra um ursinho de pelúcia do que se submeter a isso.


Dica do leitor Pedro Mendes.


Idioma

Vida de Suporte


Dica da Preply pra quem tá querendo aprender algum idioma:


Plataforma revoluciona aprendizagem de idiomas


Quer estudar com quem entende do assunto? Conheça a plataforma Preply!


O Brasil ganhou há 7 meses uma plataforma excelente de ensino a distância que já está fazendo sucesso em todo o país e levando o ensino a áreas com baixa infraestrutura. A Preply chegou para facilitar o ensino e a aprendizagem em território brasileiro e até agora conquistou centenas de estudantes de praticamente todas as regiões do país. O surgimento da plataforma se deu exatamente para esse propósito. Antes, era extremamente difícil encontrar algum professor capacitado em muitas regiões não só do Brasil, mas do mundo. O estudante tinha que recorrer a escolas de idiomas e, como não havia muita concorrência, os professores que ensinavam no modelo particular cobravam preços altos. Isso tornava o ensino inacessível para muitos estudantes e o sonho de conseguir passar em provas ou aprender novos idiomas ficava lá atrás. Com a chegada da Preply, porém, isso tudo já pode se tornar uma realidade.


Agora, o aluno pode aprender com professores capacitados em sua região através do modelo presencial ou optar pelo ensino online, que é tão efetivo quanto. No caso do ensino online, os alunos aprendem a distância, através do Skype. Além disso, o estudante conta com um filtro que o ajuda a encontrar seu professor ideal com base em critérios individuais. As aulas podem se dar utilizando um smartphone, um tablet ou preferivelmente um computador. O conteúdo pode ser ensinado online e de qualquer lugar que o aluno estiver, uma vez que com os novos aparelhos e com a própria internet não existem mais limites de fronteiras e distâncias. Para saber mais sobre a Preply e conferir nossa plataforma, basta CLICAR AQUI.


Economia de tempo e dinheiro


Quando o assunto é preço, a boa notícia é que há uma grande variação. Na verdade, cada professor é livre para escolher quanto quer cobrar por cada aula e o aluno tem uma grande gama de professores para escolher, baseando-se em suas preferências e orçamento. Isso pode significar uma diminuição nos gastos se comparado ao preço cobrado pelas instituições de ensino presencial, como as escolas de idiomas, por exemplo. Na Preply, o aluno não precisa pagar por mensalidades nem se preocupar com a perda de uma aula que terá que ser paga de qualquer forma. Na plataforma Preply, o aluno paga por aula dada, isto é, se por algum motivo precisar se ausentar e a aula não acontecer e, claro, ao alertar o professor com alguma antecedência, a aula não será cobrada. As formas de pagamento também são um facilitador.


A plataforma conta com professores brasileiros e estrangeiros do mundo todo, capazes de ensinar idiomas como inglês, espanhol, alemão, italiano, além de haver aulas de artes, música e de praticamente todas as matérias escolares. Outros benefícios da plataforma incluem economia de tempo e menos esforço. Todos nós sabemos que hoje, com a correria do dia a dia, fica muito difícil manter uma periodicidade nos estudos em instituições de ensino. Com a plataforma Preply, você não vai precisar pegar trânsito, nem gastar gasolina para chegar até as aulas, porque elas vêm até você através da tela de seu computador. Além disso, como a flexibilidade de horários é infinitamente maior, você pode agendar os dias e horários mais convenientes para ter as aulas, não precisando modificar toda a sua rotina para o aprendizado.






Post publieditorial.





Idioma é um post do blog Vida de Suporte.


MAIS POSTS

Compartilhar

Escolha uma rede para compartilhar

Marcadores