arrow_back

Resultado da busca por: "porquinhos"

Analisando a fábula dos porquinhos

Quem nunca se prendeu diante de um livro ou então diante de um desenho animado na televisão contando aquelas histórias antigas e cheias de imaginação?


Pois é, os contos de fadas sempre tiveram grande capacidade de prender a atenção de crianças e adultos no mundo todo, e é por esse poder lúdico que, até hoje, eles são muito utilizados para transmitir valores e ensinamentos que, depois, levamos para a vida toda.


Uma dessas fábulas, que está entre as mais famosas da história, é a dos Três Porquinhos, que nos ensina, entre outras coisas, como o planejamento, a disciplina e a dedicação a longo prazo ajudam a nos prevenir dos momentos de dificuldade.


Analisando a fábula dos porquinhos

Pense bem antes de adotar um animal de estimação

Se você está pensando em adotar um animal de estimação, leia este texto antes para ver se você realmente quer ter um para cuidar.


animal de estimação


Digo isso mais pelo animal do que por você, que é um ser humano e sabe cuidar bem da sua vida, diferente dele, que obviamente dependerá de você.


Vamos nessa!


Estude a espécie


A primeira coisa que você precisa fazer é estudar a espécie de animal que você quer adotar.


Se você conhece este site, sabe que amamos muito os cachorros, espécie preferida deste que vos escreve.


Como eu sei que nem todo mundo gosta de cachorro, sei que o ideal é pensar em como será o comportamento do animal a ser adotado.


Cachorros, gatos, cobras, porquinhos da Índia, chinchila e qualquer outro animal possui particularidades que só eles possuem.


Estude bem como é o comportamento de um animal antes de adotá-lo.


Cachorros, por exemplo, costumam ser animais muito carentes, eles precisam de atenção e carinho sempre, já as cobras são animais que precisam de pouca atenção. Aliás, mexer demais em uma cobra em alguns momentos pode até ser perigoso.


Por outro lado, cachorros ficam muito felizes com uma cama quentinha e uma casinha, já o viveiro de uma cobra é um trabalho complexo que não tem como ser manipulado por qualquer um.


Escolheu a espécie? Pense na raça do animal


Esta parte é especialmente importante para pessoas que moram em apartamento.


Imagine-se pegando um filhotinho de dogue alemão e cuidando dele dentro de um pequeno apê. Pois é, não dá pra pegar um animal só por achar ele bonitinho e depois querer se desfazer por não conseguir cuidar por conta do espaço, por exemplo.


A raça do animal também será fator determinante no seu comportamento, portanto, fique ligado.


Cães sem raça definida costumam ser bons companheiros e muito carinhosos, vale se dar a chance de ter um deles.


Escolheu a raça do animal de estimação? É hora dos custos


Assim como nós, seres humanos, alguns geram mais gastos que outros.


Um homem de 1,95m vai gerar, naturalmente, gastos maiores que um homem de 1,6m.


O mesmo vale pra animais maiores ou com doenças que atingem tradicionalmente uma raça. Isso acontece conosco também, normalmente filhos possuem algumas doenças hereditárias dos pais.


Bom, cuidar disso geram gastos e você precisa colocá-los na ponta do lápis.


Abandonar um animal que está gerando muitos custos normalmente é feito por quem não soube se programar para ter um animal, prejudicando a vida do bichinho apenas porque queria adotá-lo por ser “fofinho” quando pequeno.


Adotar um animal precisa ser um contrato que só acabará quando você enterrá-lo e sofrer por algum tempo.


Pense nisso.


O post Pense bem antes de adotar um animal de estimação apareceu primeiro em O Macho Alpha.

MAIS POSTS

Compartilhar

Escolha uma rede para compartilhar

Marcadores