arrow_back

Resultado da busca por: "jaburu"

Bolsonaro escala ortopedista para resolver problema de articulação política

QUINTO METATARSO – “Não vou jogar dominó com o Lula e o Temer no xadrez. Mas posso dividir o fisioterapeuta kkkkkkk”. A frase foi tuitada pelo presidente Jair Bolsonaro nesta tarde, durante uma coletiva de imprensa sem imprensa realizada por meio de suas redes sociais. Bolsonaro reiterou que não vai jogar o jogo da velha política e, como prova, anunciou que a articulação do seu governo está sob os cuidados de um ortopedista. “O nome dele é Doutor Bumbum. Foi indicação do Olavo, que só hoje tuitou a palavra cu 27 vezes.”


A decisão foi feita depois de o governo lidar com uma derrota acachapante no Congresso, com a aprovação repentina de uma PEC, na noite de ontem, que pode congelar ainda mais os gastos públicos. A partir de agora, toda interação entre o Bolsonaro e Rodrigo Maia terá de passar pelo ambulatório do ministro Bumbum. “No tocante a prioridades, já indiquei um enxugamento da máquina pública e da papada do Rodrigo Maia kkkkk”, escreveu Bolsonaro.


Questionado pela imprensa (e pela polícia) a respeito de suas qualificações para lidar com a articulação do governo, Doutor Bumbum mostrou-se irritado: “Tenho um mestrado bíblico em ortopedia, que nem a ministra Damares.” Adiantou que a articulação será feita diretamente na casa dos congressistas ou na residência do vice-presidente. “Vou transformar o Palácio do Jaburu no Palácio Miss Brasília.”

O post Bolsonaro escala ortopedista para resolver problema de articulação política apareceu primeiro em revista piauí.

Apoiadores de Bolsonaro adotam sobrenome “do Açaí” em apoio ao candidato

BB GUN SUCOS – Cartórios de todo o Brasil amanheceram com longas filas, provocadas pelo movimento de pessoas interessadas em protocolar pedidos de mudança de nome. O fenômeno foi puxado por apoiadores do presidenciável Jair Bolsonaro, que passaram a adotar o sobrenome “do Açaí” em apoio ao deputado federal. A alcunha faz referência à funcionária fantasma Wal do Açaí, que recebeu salário, por 15 anos, do gabinete de Bolsonaro, apesar de nunca ter dado expediente na Câmara dos Deputados.


“É uma jogada de mestre. Assim como o PT fez com o Lula, transformando-o em uma ‘ideia’, o Bolsonaro está fazendo com a Wal”, afirmou Elsinho Mouco, publicitário do Planalto que pretende protocolar um pedido para virar Elsinho do Temer, Elsinho do Jaburu, Elsinho do Impeachment, Elsinho do Porto de Santos ou Elsinho do Tem Que Manter Isso Aí, Viu?, em homenagem ao seu chefe atual. “E pensei também em Elsinho da Mesóclise, o que fá-lo-ia muito feliz”, brincou. “E nada impede que eu acrescente um ‘do Açaí’ a partir de outubro, claro.”


No Rio de Janeiro, apoiadores mais fervorosos de Bolsonaro chegaram a adicionar complementos ao novo sobrenome. Alguns exemplos: “Bruce do Açaí Sem Xarope e Pouca Granola”, “Flávio do Açaí Batido Com Morango”, “Royce do Açaí com Cupuaçu e Whey.” Houve ainda um pedido de registro de Jair do Açaí Com Auxílio-Moradia Batido na Porrada, que está sendo analisado pelo STF.


O post Apoiadores de Bolsonaro adotam sobrenome “do Açaí” em apoio ao candidato apareceu primeiro em revista piauí.

Temer dará 200 ovos de Páscoa a amigos presos para que só fiquem de boca fechada mastigando

De uma só tacada, a Polícia Federal levou para o xilindró os dois melhores e mais fiéis amigos de Michel Temer: José Yunes, amigo de faculdade e ex-assessor, e o Coronel Lima, o faz-tudo preferido do presidente. Yunes pegou um pacote de um milhão de reais com um doleiro a mando de Temer – mas se saiu com a desculpa de que não sabia o que havia lá dentro. Já coronel Lima é uma espécie de office boy de Temer, lida com empresários, recebe dinheiro e faz pagamentos. Com ele, a PF já achou recibos de propina. Ele também foi delatado pela JBS como laranja de Temer.


Com seus dois laranjas preferidos atrás das grades, Temer teve um café da manhã rápido e sem suco. Ele teria ligado pensado em mandar alguém comprar mais laranjas no Hortifruti, mas quem fazia isso era o coronel Lima.


A polícia federal já estacionou uma viatura na frente do Jaburu, à espera das 6h da manhã do dia 1 de janeiro de 2019, dia em que Temer perderá o foro especial.


Temer já pediu a compra de 200 ovos de chocolate para dar na Páscoa aos amigos, para que eles fiquem mastigando de boca fechada.


 



Temer recebe título de ‘Trapalhão honorário’ das mãos de Renato Aragão

O presidente Michel Temer recebeu ontem das mãos do cineasta Renato Aragão o título de “Trapalhão Honorário” em homenagem à forma como vem conduzindo o país desde o impeachment de Dilma Rousseff. 


No discurso, o eterno Didi lembrou o ministério de Temer, que teve oito dos escolhidos respondendo a inquéritos no STF, incluindo aí seu braço direito Geddel Vieira Lima, demitido depois de pressionar o ministro da Cultura para liberar a construção de um arranha-céu na orla de Salvador e cuja ficha de entrada no folclore nacional foi a descoberta de um apartamento com R$ 51 milhões em dinheiro vivo.  


Também foi citado o fato de Michelzinho, de oito anos, ser o “designer informal” da logomarca do governo federal. A frase de Temer sobre o papel da mulher de saber o preço das coisas no supermercado também não foi esquecida. O fato de Temer ter desistido de se mudar do palácio do Jaburu para o Alvorada, moradia oficial do presidente em exercício, por medo de fantasmas, também mereceu menção. 


Alguns dos presentes já dormitavam quando Renato lembrou da gravação feita por Joesley Batista em encontro perto da meia noite e fora da agenda com o mandatário do país, em que Temer é ouvido elogiando mesadas ao judiciário e dizendo que “tem que manter isso aí” sobre o cala-boca a Eduardo Cunha na cadeia. 


No fim, Dilma Rousseff invadiu o palco com um extintor de incêndio. 



Gilmar Mendes já abre a geladeira sem pedir e usa banheiro de porta aberta no Jaburu

Após mais um domingo no Jaburu em visita fora da agenda, Gilmar Mendes quer mais privacidade: como a barreira de plantas não é suficiente para esconder sua entrada, pediu e Temer atendeu – até o fim do ano, um túnel ligando a casa do ministro do STF e o palácio do presidente será construído.


Após deixar um pijama, uma toalha e uma escova de dentes na última visita, Gilmar foi visto abrindo a geladeira sem pedir e usando o banheiro de porta aberta.


Marcela, que é formada em Direito, já fala em concorrer ao STF para voltar a receber atenção do marido.


Nesta segunda de manhã, Gilmar e Temer acabaram se confundindo na hora de ir para seus respectivos palácios. Temer acabou indo para o STF e Gilmar para o gabinete da presidência da República. Após perceberem o erro, os dois riram muito. Mas muito, mesmo.


 



MAIS POSTS

Compartilhar

Escolha uma rede para compartilhar

Marcadores