arrow_back

Resultado da busca por: "gilmar mendes"

Janot só não matou Gilmar porque depois não haveria quem o soltasse

O ex-Procurador Geral da República Rodrigo Janot disse em diversas entrevistas na noite de ontem que levou uma pistola para o STF com o objetivo de matar Gilmar Mendes e depois se suicidar.


Na hora H, com a pistola engatilhada debaixo da beca, Gilmar expediu um habeas corpus mandando soltar a arma.


Além disso, Janot admitiu que não matou Gilmar porque depois não teria um ministro do STF que o soltasse.


Após essa revelação bombástica, o Homem-Aranha ficou com medo do Janot, desistiu de andar sozinho e voltou para Os Vingadores.



Janot disse que levou pistola ao STF mas Gilmar mandou soltar a arma

O ex-Procurador Geral da República Rodrigo Janot disse em diversas entrevistas na noite de ontem que levou uma pistola para o STF com o objetivo de matar Gilmar Mendes e depois se suicidar.


Na hora H, com a pistola engatilhada debaixo da beca, Gilmar expediu um habeas corpus mandando soltar a arma.


O mais curioso é que Janot, antes de quase cometer o crime, pediu um habeas corpus preventivo a Gilmar Mendes, que concedeu.



Gilmar Mendes manda soltar o cocô

O Ministro Gilmar Mendes concedeu um habeas caças e mandou liberar o cocô. Mendes entrou em conflito com o governo nas últimas semanas, depois que Dallagnol foi flagrado quebrando o sigilo de sua mulher.


O presidente Jair Bolsonaro aconselhou fazer cocô dia sim dia não para proteger o meio ambiente.


Gilmar Mendes disse que se baseou no princípio da isonomia: afinal, se Bolsonaro pode fazer merda todo dia, os brasileiros também podem.



Após declaração de Bolsonaro, Gilmar Mendes concede habeas corpus preventivo a Estado laico

JULGAMENTO FINAL – A fala do presidente Jair Bolsonaro de que a mais alta corte do país deveria ter um integrante evangélico fez o ministro Gilmar Mendes expedir um habeas corpus preventivo em defesa do Estado laico. “É claro que eu preferiria gastar meu tempo dando habeas corpus pro Cunha, pro Cabral, pro Dirceu ou pro Lúcio Funaro”, disse Mendes. “Mas às vezes um homem precisa colocar o prazer em segundo plano em nome do trabalho.”


O HC preventivo foi celebrado por todos no STF, salvo pelo presidente da corte, o ministro Dias Toffoli, que já havia sublocado metade de seu gabinete à igreja Universal. “Eu já tinha colocado um militar no meu gabinete em homenagem à eleição do Bolsonaro”, disse Toffoli. “Nada mais natural do que me adaptar a essa nova declaração, portanto.” Toffoli também abriu concurso para juristas especializados em crimes de milícia, terraplanismo e golden shower.


A notícia pegou de surpresa o ex-senador Magno Malta que estava em um alfaiate tirando medidas para a confecção de uma toga. Mas afirmou que o adereço não tinha nada a ver com a possível vaga na corte: “Togas são tendência da moda em muitos países. De qualquer maneira, o presidente está certo. É preciso alguém no STF que entenda que a Bíblia é maior que a Constituição. Mas tudo bem, não existe habeas corpus que livre do fogo do inferno, se é que você me entende.” O ministro da Justiça, Sergio Moro, foi procurado pela reportagem para comentar a decisão de Mendes, mas não pôde responder pois, segundo sua assessoria, se encontrava em curso de formação de pastores no Monte das Oliveiras.


O post Após declaração de Bolsonaro, Gilmar Mendes concede habeas corpus preventivo a Estado laico apareceu primeiro em revista piauí.

Habeas Corpus de Michel vai começar com frase “Primeiramente, fora Temer”

HABEAS CORPUS, VERBA VOLANT – “Primeiramente, fora Temer”, diz a abertura de um habeas corpus apócrifo, que passou a circular nos bastidores dos tribunais de Brasília na manhã desta quinta-feira. “Segundamente, fora Moreira, Geddel, Cunha e Rocha Loures”, segue o texto, que pede a libertação coletiva de todos os políticos do MDB presos pela Lava-Jato. “Só não precisa falar ‘Terceiramente, fora Aécio’, porque aí é gastar tinta a toa kkkkkk.”


Como o texto não tem autoria, ele acabou por atiçar os brios de especuladores do mercado de habeas corpus. Em casas de aposta da Inglaterra, mais de 1 milhão de pessoas colocaram suas fichas no ministro Gilmar Mendes. “O texto até tem um toque de Lewandowski, e algumas notas de Dias Toffoli”, explicou o advogado e mestre habeascorpuseiro Antonio Calos de Almeida Castro, o Kakay. “Mas aquela risada e aquela referência ao Aécio no fim é com certeza coisa do Gilmar.”


Outras versões do documento estão aparecendo misteriosamente por paredes de Brasília em versões grafitadas com um estilo próprio. Alguns locais onde os grafites aparecem já se tornaram pontos turísticos e atraem pequenas multidões. De seu autor pouco se sabe, apenas que assina com o nome de Mendsy.


O post Habeas Corpus de Michel vai começar com frase “Primeiramente, fora Temer” apareceu primeiro em revista piauí.

MAIS POSTS

Compartilhar

Escolha uma rede para compartilhar

Marcadores