arrow_back

Resultado da busca por: "este foi o"

Faliz ano novo

Galerinha, obrigado por mais um ano que passamos juntos.Esse anos foram aproximadamente 2.100 novos posts, e 4.500 comentários.Mesmo com toda a tristeza de pessoas morrendo com a pandemia, tentei continua com as postagens de humor.Nesses 6 anos de blog indo para sete este foi o ano mais desafiador, mas chegamos ao fim dele. FinalmenteObrigado a […]


The post Faliz ano novo appeared first on Não leve por trás.


Faliz ano novo

Galerinha, obrigado por mais um ano que passamos juntos.Esse anos foram aproximadamente 2.100 novos posts, e 4.500 comentários.Mesmo com toda a tristeza de pessoas morrendo com a pandemia, tentei continua com as postagens de humor.Nesses 6 anos de blog indo para sete este foi o ano mais desafiador, mas chegamos ao fim dele. FinalmenteObrigado a […]


The post Faliz ano novo appeared first on Não leve por trás.


15 interessantes curiosidades sobre o filme Toy Story

O filme Toy Story é um dos mais famosos da história e, com certeza, a franquia mais famosa da história das animações.


Como bom filme famoso, ele conta com muitas curiosidades bem interessantes.


John Lasseter, diretor de Toy Story, ligou para a casa de Billy Crystal para oferecer-lhe o papel de Mike Wazowski em Monstros S.A. e quem atendeu o telefone foi a esposa de Billy.


Quando ela disse para Billy que “John Lasseter quer falar com você”, ele só pegou o telefone e disse “sim”.


Essa é a moral deste diretor.



A equipe de animação aperfeiçoou o movimento dos soldados verdes de brinquedo colando um par de tênis em folhas de madeira e e andando com eles.


filme Toy Story


Quando Woody está sentado na cama conversando com Slinky e, mais tarde, quando ele luta contra Buzz, há um desenho dele na parede atrás deles.


Este é, na verdade, um esboço inicial do personagem Woody.



Woody e Buzz Lightyear são inspirados nos brinquedos de infância de John Lasseter.


Ele baseou Woody em seu próprio boneco Gasparzinho de puxar corda e, depois que ele deixou de ser Gasparzinho, ele mudou para um G.I. Joe, um brinquedo chamativo na época de sua infância.



Os primeiros roteiros do filme apresentavam uma boneca Barbie em um relacionamento sério com Woody.


A sequência final original, na qual Buzz e Woody perseguem o caminhão em movimento, foi programada para fazer a Barbie dirigir o seu Corvette para fora do caminhão e resgatar Woody e Buzz do cachorro de Sid, algo similar a Sarah Connor (Linda Hamilton) em O Exterminador do Futuro 2: Dia do Julgamento (1991).


A Mattel, empresa dona da personagem Barbie, recusou, alegando que achava que o filme seria um fracasso e que não queriam que a Barbie tivesse uma personalidade definida, preferindo deixar as crianças imaginarem os traços de personalidade da Barbie por conta própria.


Assim, Barbie foi retirada do roteiro, e seu personagem foi retrabalhado.



Quando o filme provou ser um grande sucesso, a Mattel permitiu que Barbie aparecesse em Toy Story 2 (1999).


Este foi o primeiro filme de animação na história do Oscar a ser indicado ao Oscar de Melhor Roteiro – Adaptado ou Original.



Originalmente, o personagem principal de Toy Story seria Tinny, o personagem do curta-metragem vencedor do Oscar de John Lasseter, Tin Toy (1988).



Os escritores logo perceberam que Tinny era antiquado demais para ser o brinquedo favorito de uma criança.


Logo ele foi substituído por um astronauta de brinquedo em miniatura inicialmente chamado Lunar Larry e mais tarde Tempus de Morph.


Em um dado momento o deixaram mais alto e o rebatizaram como Buzz Lightyear.



O antecessor de Woody era um boneco de ventríloquo.


Toy Story foi o primeiro (e a partir de 2014 o único) filme de animação a receber um prêmio especial da Academia.



Toy Story foi o segundo filme de maior bilheteria de 1995, depois de Duro de Matar 3: A Vingança, batendo sucessos como Apollo 13, 007 Contra GoldenEye e Batman Forever.



A Disney pressionou muito para que o filme fosse um musical (como a maioria dos desenhos animados da época), mas John Lasseter foi contra a ideia.


Ele sentiu que o filme funcionaria melhor como uma comédia do que como um musical. Por fim, ele e a Disney chegaram a um acordo quanto ao fato de que as canções tocariam em momentos importantes, mas não seriam cantadas pelos personagens.



A Pixar não faria um musical até Viva – A Vida é Uma Festa (2017), 22 anos depois.


Randy Newman escreveu a música “Amigo, estou aqui” em apenas um dia.



John Lasseter sabia que tinha uma joia nas mãos quando ouviu soluços adultos vindos de espectadores quando Buzz estava aparentemente quebrado.


Um dos primeiros títulos possíveis para o filme era “You Are A Toy”.



A Jim Henson Company produziu o filme O Natal dos Muppets (1986) para a televisão e o tema era sobre brinquedos que ganham vida quando seus donos humanos não estão por perto.


Nele, Rugby, o Tigre, fica com ciúmes ao descobrir que está prestes a ser substituído como o brinquedo favorito das crianças e, inadvertidamente, lança um novo brinquedo, a Meteora: Rainha dos Asteróides, que não percebe que é um brinquedo e pensa que caiu junto com alienígenas.


Cabe então ao Rugby e aos outros brinquedos convencê-la a aceitar seu papel de brinquedo de Natal e voltar para o seu pacote antes da manhã de Natal.


A Jim Henson Company foi posteriormente comprada pela Disney, assim como a Pixar.



Bill Murray, Jim Carrey, e Chevy Chase foram sondados para interpretar Lightyear.



O post 15 interessantes curiosidades sobre o filme Toy Story apareceu primeiro em O Macho Alpha.

Curiosidades culinárias de encher os olhos!

A comida é muito mais que uma fonte de energia, fibras e carboidrato. Com o passar dos anos, o ser humano transformou a cozinha em uma verdadeira arte e existem algumas curiosidades muito pertinentes neste assunto.


 


Se você gosta de cozinhar, sonha em ser um chef ou se só pensa mesmo em ser um cozinheiro amador de mão cheia, vale ler este artigo até o fim para conhecer um pouco mais sobre o hábito de adicionar sabor à vida.


 


A feijoada nem sempre foi tão bem vista


Hoje uma sumidade entre os pratos de culinária brasileira, a feijoada era vista no século 19 com um “aspecto repugnante”. Para se ter uma ideia, as pessoas consideravam a comida mal apresentada e a comparavam com “graxa”.


 


(Reprodução/GShow)


 


Em 1840, o Padre Carapuceiro escreveu que a feijoada era prato de “famílias onde se desconhece a verdadeira gastronomia”. Dentre outros, houve quem criticasse a aparência, mas reconhecesse que o sabor era agradável.


Quem teve essa ideia realmente estava a frente do seu tempo.



A evolução do Rolinho Primavera


Na década de 1940, os imigrantes japonesas vieram para o Brasil fugindo dos horrores da guerra e não queriam ser reconhecidos. Eles se passavam por chineses e adotaram os hábitos deles, como a venda de pastéis.


 


A massa, inicialmente era a mesma do Rolinho Primavera. O produto virou mania nacional e é encontrado em todas as feiras país a fora.


 


Cenouras roxas


Comenta-se que as cenouras na verdade não eram alaranjadas. Os registros históricos apontam que as cenouras na verdade eram roxas e foram modificadas por fazendeiros holandeses.


 


(Reprodução/Melhor com Saúde)


 


A troca na cor teria acontecido com a seleção das mudas mutantes brancas e amarelas até que a cor do nascimento das cenouras fosse totalmente laranja. O motivo da troca seria uma homenagem aos reis do país, a família Orange-Nassau.


 


Amendoim assassino?


O primeiro tipo de dinamite criado como protótipo foi feito a base de amendoins! Os estudiosos da época chegaram à conclusão de que o óleo do amendoim era o mesmo usado na produção de nitroglicerina.


E, como esse composto é um químico muito usado na fabricação de outros explosivos, o alimento foi aproveitado como ingrediente da dinamite.


Sendo assim, os amendoins podem ou não serem considerados assassinos?



O doce que nasceu como propaganda política


Nada mais brasileiro que um doce nascido exclusivamente para propaganda política: este foi o brigadeiro.


Em 1946, o brigadeiro foi criado para ajudar a promover a candidatura presidencial do Brigadeiro Eduardo Gomes, que tentava ser presidente. O doce ficou famoso, mas o candidato não se deu bem nas urnas.


Mania nacional, pouca gente imagina que o nascimento do brigadeiro teve uma eleição como o principal motivo.


 


O brasileiro e as mudanças nas comidas gringas


Tudo o que chega no Brasil passa por uma mudança muito considerável para ser considerado uma brasileiro da gema. E foi isso que aconteceu com algumas comidas:


Sushi: antes uma comida delicada e vendida em pouca quantidade, virou estrela até em churrascaria, ganhando variações com cream cheese, queijo brie e morango.


Temaki: ainda nas comidas japonesas, o Temaki precisou passar por mudanças para cair no gosto do brasileiro. Além de ser vendido com algumas modificações (como cozimento ou fritura dos ingredientes), alguns também contam com outros ingredientes, como frango em sua composição.


 


(Foto: companhiadotemakinh.com.br)


 


Hot Dog: o que era um fiozinho de mostarda em cima de uma salsicha se tornou uma verdadeira feijoada em cima do pão, com batata-palha, milho-verde, purê e outros temperos.


 


Linguiça calabresa: enquanto o nome é em homenagem à região da Calábria, na Itália, essa linguiça só existe no Brasil.


 


Bife à Parmegiana: essa é uma mudança num prato italiano parecido, só que por lá é berinjela à Parmegiana, que não tem acompanhamento para ser servida.


O post Curiosidades culinárias de encher os olhos! apareceu primeiro em Rotina Tensa!.

Como eram algumas coisas que usamos hoje em dia antigamente

Algumas coisas eram muito diferentes antigamente, outras eram bem parecidas, mas todas eram muito úteis e ainda são hoje em dia.





Isso é uma vending machine, era muito diferente, parecia uma espécie de fogão







Moedas eram muito diferentes antigamente



O absorvente era de outra forma


As minhas torradeiras preferidas ainda são as antigas


Mulheres tinham que jogar tênis parecendo um Jedi


Seringas não pareciam lá muito bem esterilizadas


Jogar futebol era de outro jeito, mas confesso que achei a chuteira bem parecida


Tem coisas que mudam muito pouco, é o caso do secador


Corridas sempre foram emocionantes, mas os carros mudaram muito


Os caixas eletrônicos eram bem diferentes, este foi o primeiro ATM da história


Geladeira é algo cotidiano da nossa vida, mas acredite, elas são um luxo


A cafeteira elétrica mudou pouco, mas sempre foi muito bonita



O ar condicionado era um trambolho que poucos poderiam ter, mas abençoo todos os dias quem inventou isso


Aspiradores de pó são coisas muito antigas, acredite se quiser


Você acha que controle é algo novo? Não é não.


Outra coisa que mudou pouco foram os barbeadores


Raspar os pelos do corpo é algo que foi muito diferente, o aspecto da lâmina era muito mais agressiva


O grampeador era muito mais estiloso


Relógios eram muito mais legais que os de hoje, na minha opinião


Anéis mudaram muito, mas sempre foram bonitos


Acredite se quiser, essa coisinha de madeira era um mousecoisas


E aí, já teve algumas dessas coisas?


O post Como eram algumas coisas que usamos hoje em dia antigamente apareceu primeiro em O Macho Alpha.

MAIS POSTS

Compartilhar

Escolha uma rede para compartilhar

Marcadores