arrow_back

Resultado da busca por: "crivella"

Depois de Júpiter e Saturno, Cariocas aguardam pelo alinhamento de Crivella e Witzel em Bangu

GALÁXIA DE BEM – Dia raro na conjunção astral do Rio de Janeiro. Após passar os últimos anos vendo eclipses de governadores, o cidadão fluminense deparou, pela primeira vez, com um buraco negro municipal, formado pela prisão, hoje pela manhã, do prefeito da capital, Marcelo Crivella. Agora, o estado aguarda ansiosamente pelo trígono a ser formado por Crivella, Sérgio Cabral e eventualmente Wilson Witzel no Complexo Penal de Gericinó, em Bangu.



“O povo fluminense já está acostumado a ver alinhamentos de governadores em Bangu, nisso não tem novidade alguma. Mas nunca houve um solstício que incluísse governador e prefeito no mesmo presídio”, explicou um conhecido astrólogo da Virgínia, em sua primeira declaração sensata e sem referência a um orifício anal em mais de uma década. Caso o alinhamento venha a incluir também o senador Flavio Bolsonaro – investigado pelo esquema de rachadinhas na Alerj – e o vereador Carlos Bolsonaro – investigado por supostamente comandar o Gabinete do Ódio -, além, claro, do ex-policial Fabrício Queiroz, estará formada a Constelação de Vivendas.


Tamanha movimentação estelar mostra o início da Era de Presidiário. Segundo especialistas, é um momento em que muitos dos ex-políticos do estado passaram a enxergar os astros de uma nova maneira, principalmente o sol, que passa a nascer quadrado.


O post Depois de Júpiter e Saturno, Cariocas aguardam pelo alinhamento de Crivella e Witzel em Bangu apareceu primeiro em revista piauí.

Para garantir presença de Flávio, PF marca acareação em frente a caixa eletrônico

BANCO 24H DOS RÉUS – “Acareação não. Senador da república, melhor que você”, disse o senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, sobrinho de consideração do Procurador Geral da República, Augusto Aras, padrinho do prefeito do Rio, Marcelo Crivella, e pai adotivo do governador em exercício fluminense, Cláudio Castro. A frase foi dita pelo senador ao saber que a Polícia Federal marcou sua nova acareação com o empresário Paulo Marinho diante de um caixa eletrônico da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, de forma a garantir sua presença.



“O senador não compareceu à acareação que agendamos para hoje porque precisava fazer uma dancinha no programa do apresentador Sikera Junior em Manaus”, disse um delegado da PF responsável pelo caso. “Então marcamos diante de um caixa eletrônico da Alerj, que é um lugar onde sabemos que ele fica confortável.”


A PF também já preparou um plano B para caso o senador não compareça mais uma vez. Fontes indicam que a alternativa seria transferir o encontro para uma propriedade de Frederic Wassef em Atibaia ou para uma central de gatonet na comunidade de Rio das Pedras.


O post Para garantir presença de Flávio, PF marca acareação em frente a caixa eletrônico apareceu primeiro em revista piauí.

Próxima pelada em Bangu será entre times dos prefeitos e dos governadores do Rio

ALERJÃO – Muita expectativa no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu. Após operações de busca e apreensão nas casas de Eduardo Paes e Marcelo Crivella, cresce a chance de o próximo torneio de futebol do presídio contar, pela primeira vez, com um time formado só por ex-prefeitos do Rio de Janeiro.



“É um sonho antigo aqui no Centro de Treinamento”, disse o centroavante Sérgio Cabral Filho, o Cabral Jr, eterno camisa 10 do time dos governadores. “Os outros times sempre reclamaram que a nossa equipe era favorecida com a chegada de reforços. Era o Pezão, o Garotinho, o Moreira, o Wilson Witzel, famoso Witgol. Mas agora tá aí a prova de que não é só o time dos governadores que tem uma base forte.”


A expectativa é de que Paes e Crivella venham a formar um novo time com os demais candidatos à prefeitura do Rio que não contam com apoio explícito do presidente Jair Bolsonaro. “O jogo está só no início. Tem tempo pra muita denúncia ainda. Haja busca e apreensão!”, disse o locutor Galvão Bueno, que deve ser escalado para narrar as partidas. O apito deve ficar a cargo do ex-presidente da Alerj Jorge Picciani, ou do atual, André Ceciliano, que corre por fora da tabela.


O post Próxima pelada em Bangu será entre times dos prefeitos e dos governadores do Rio apareceu primeiro em revista piauí.

Guardiões do Crivella já estão na porta do presídio para dificultar trabalho da imprensa

O prefeito Marcelo Crivella foi alvo hoje de uma mega operação da Polícia Civil. Pelo menos 22 mandados de busca e apreensão foram cumpridos e o celular do prefeito foi levado.


A PC disse que pegou emprestado o bordão de Crivella e só queria “cuidar das pessoas” que são suspeitas de desvio de verbas.


Crivella disse que não levou propina. “O nome é dízimo”, disse.


“Lugar de bispo é na igreja ou no xadrez”, disse um cientista político.


 



MP-RJ entra para o grupo Guardiões do Crivella

APITO AMIGO – Novidade nas portas dos hospitais e das casas dos candidatos a prefeito do Rio de Janeiro. Depois de uma semana tensa, devido a denúncias feitas pela Rede Globo, o grupo de WhatsApp Guardiões do Crivella passou a contar com um reforço de peso: o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, que foi integrado depois de apresentar uma denúncia contra o candidato Eduardo Paes, rival de Crivella no pleito municipal agendado para daqui a dois meses.



“Em 2018, o Ministério Público Federal só apresentou a denúncia sobre o esquema de rachadinha de Flávio Boslonaro depois que ele foi eleito senador, e que o seu pai foi eleito presidente da República”, contou um promotor do MP-RJ. “Quisemos reparar esse erro cometido por nossos amigos do MPF. Apresentando a denúncia contra o candidato Paes nesse momento, voltamos a influenciar na eleição com mão de ferro, que é marca dessa instituição desde os idos tempos da Lava-Jato.”


Para se blindar de futuras investidas do MP, Paes estuda montar chapa com dois vice prefeitos, do PSL e do PSDB, partidos que têm um histórico de resistência no campo das investigações judiciais. “Que político que não tem uns esqueletinhos no armário, porra?”, perguntou o candidato, em entrevista dada nesta manhã. “Mas precisava arrombar o armário em plena pandemia? Não dava pra aguardar o fim da quarentena? Aí eu mesmo abria um armário que eu tenho lá em Maricá, porra, com todas as preocupações sanitárias.”


O post MP-RJ entra para o grupo Guardiões do Crivella apareceu primeiro em revista piauí.

MAIS POSTS

Compartilhar

Escolha uma rede para compartilhar

Marcadores