arrow_back

Resultado da busca por: "continua a ser"

Conheça Adam Rainer, o único anão gigante da história!


 


Mais de uma vez eu vi alguém fazendo alguma piada com “anão gigante”  e sempre, no fundo da minha mente, eu pensava “Uhnn, teoricamente é possível … “.  E não é que temos um caso registrado?



Adam Rainer foi um austríaco nascido em Graz, no sul do país, em 1899. Pelo que consta nos registros, seus pais tinham estatura normal. Em 1917, quando completou 18 anos, Rainer se alistou no Exército (o Império Austro-Húngaro estava prestes a entrar em colapso com o fim da Primeira Guerra), mas foi dispensado por medir apenas  1,20 metros (algumas fontes dão alguns centímetros a mais, outras a menos, e algumas mostram que ele ENCOLHEU dos 18 anos para o ano seguinte. Aparentemente régua não era o forte dos austríacos). O fato é que, sob todas as medidas ele era considerado um anão. Ele é tratado assim no relatório médico que o dispensou da segunda tentativa de se alistar nas forças armadas. Esse relatório também menciona que, apesar de baixo, ele possuía mãos e pés notavelmente grandes. Quando ele tentou se alistar pela primeira vez, ele usava sapatos número 42!


 



 


Apesar de tudo, algo parece ter mudado quando Rainer atingiu os 21 anos. Ele ainda era pequeno, mas na idade em que as pessoas normalmente atingem o fim do crescimento, Rainer começou a crescer a um ritmo incrível e aos 32 anos ele media 2,18 metros. O crescimento foi tão rápido que seu corpo não foi capaz de sustentar a massa adicionada e Rainer, exausto, passava a maior parte do tempo na cama. Além da cada vez mais grave fraqueza, que lhe impedia até de comer, uma escoliose acentuada deformava seu corpo. Com o tempo ele também perdeu a visão do olho direito e ficou surdo do lado esquerdo.


Se você já assistiu ou leu Do Inferno (deveria), terá uma ideia de como a medicina do fim do século 19 tratava casos semelhantes. A suspeita é de que um tumor próximo da sua hipófise causou uma repentina e excessiva produção de hormônio de crescimento, o que hoje é chamado de acromegalia. O crescimento de outras extremidades, como testa, queixo, nariz e lábios, ajudam a corroborar a tese.


Baseado nessa suspeita e a fim de aliviar o sofrimento do paciente, em 1930 um neurocirurgião operou Rainer, inserindo instrumentos cirúrgicos no seu nariz e chegando até seu cérebro. De fato, o médico encontrou um adenoma de hipófise, um tumor benigno comprimindo sua glândula. Após a remoção do adenoma, o crescimento de Rainer desacelerou, mas os médicos consideraram a cirurgia um fracasso. O paciente continuou a crescer, embora mais lentamente, e sua coluna continuou a se deformar.


 



 


Adam Rainer passou o resto da sua vida com dores e fraco, incapaz de ficar de pé sozinho. Logo depois, ele foi internado em um asilo para idosos, onde morreu em 1950, aos 51 anos. Ele media 2,34 metros, o dobro do que ele media aos 19.


 


Assim terminava a infeliz vida do homem que em sua vida foi, ao mesmo tempo, o homem mais baixo e mais alto da Áustria.


 


Até hoje ele continua a ser o único caso documentado pela medicina de um anão gigante.

Conheça Adam Rainer, o único anão gigante da história!


 


Mais de uma vez eu vi alguém fazendo alguma piada com “anão gigante”  e sempre, no fundo da minha mente, eu pensava “Uhnn, teoricamente é possível … “.  E não é que temos um caso registrado?



Adam Rainer foi um austríaco nascido em Graz, no sul do país, em 1899. Pelo que consta nos registros, seus pais tinham estatura normal. Em 1917, quando completou 18 anos, Rainer se alistou no Exército (o Império Austro-Húngaro estava prestes a entrar em colapso com o fim da Primeira Guerra), mas foi dispensado por medir apenas  1,20 metros (algumas fontes dão alguns centímetros a mais, outras a menos, e algumas mostram que ele ENCOLHEU dos 18 anos para o ano seguinte. Aparentemente régua não era o forte dos austríacos). O fato é que, sob todas as medidas ele era considerado um anão. Ele é tratado assim no relatório médico que o dispensou da segunda tentativa de se alistar nas forças armadas. Esse relatório também menciona que, apesar de baixo, ele possuía mãos e pés notavelmente grandes. Quando ele tentou se alistar pela primeira vez, ele usava sapatos número 42!


 



 


Apesar de tudo, algo parece ter mudado quando Rainer atingiu os 21 anos. Ele ainda era pequeno, mas na idade em que as pessoas normalmente atingem o fim do crescimento, Rainer começou a crescer a um ritmo incrível e aos 32 anos ele media 2,18 metros. O crescimento foi tão rápido que seu corpo não foi capaz de sustentar a massa adicionada e Rainer, exausto, passava a maior parte do tempo na cama. Além da cada vez mais grave fraqueza, que lhe impedia até de comer, uma escoliose acentuada deformava seu corpo. Com o tempo ele também perdeu a visão do olho direito e ficou surdo do lado esquerdo.


Se você já assistiu ou leu Do Inferno (deveria), terá uma ideia de como a medicina do fim do século 19 tratava casos semelhantes. A suspeita é de que um tumor próximo da sua hipófise causou uma repentina e excessiva produção de hormônio de crescimento, o que hoje é chamado de acromegalia. O crescimento de outras extremidades, como testa, queixo, nariz e lábios, ajudam a corroborar a tese.


Baseado nessa suspeita e a fim de aliviar o sofrimento do paciente, em 1930 um neurocirurgião operou Rainer, inserindo instrumentos cirúrgicos no seu nariz e chegando até seu cérebro. De fato, o médico encontrou um adenoma de hipófise, um tumor benigno comprimindo sua glândula. Após a remoção do adenoma, o crescimento de Rainer desacelerou, mas os médicos consideraram a cirurgia um fracasso. O paciente continuou a crescer, embora mais lentamente, e sua coluna continuou a se deformar.


 



 


Adam Rainer passou o resto da sua vida com dores e fraco, incapaz de ficar de pé sozinho. Logo depois, ele foi internado em um asilo para idosos, onde morreu em 1950, aos 51 anos. Ele media 2,34 metros, o dobro do que ele media aos 19.


 


Assim terminava a infeliz vida do homem que em sua vida foi, ao mesmo tempo, o homem mais baixo e mais alto da Áustria.


 


Até hoje ele continua a ser o único caso documentado pela medicina de um anão gigante.

10 coisas desse mundo que não tem explicação

Se você é fã de mistérios, essa matéria é pra você. Investigações servem para estabelecer ou confirmar fatos, reafirmar os resultados de trabalhos anteriores, resolver problemas novos ou já existentes, apoiar teoremas e desenvolvimento de novas teorias. Entretanto, nem sempre uma investigação é bem sucedida.  Nesse mundo que vivemos, é impossível alguém saber de tudo, até porque, já viram quantas coisas antigas existem que até hoje ninguém conseguiu achar nenhuma explicação? Tendo isso em mente, nós resolvemos escrever essa matéria trazendo para vocês algumas coisas que os cientistas até hoje não conseguiram explicar. Então, caros leitores, confiram agora a nossa matéria:


1 – A força cerimonial de Sacsayhuamán



Sacsayhuaman ou Sacsahuamán é uma fortaleza inca, hoje em ruínas, localizada dois quilômetros ao norte da cidade do Cusco, no Peru. Essa fortaleza é surpreendente pelo fato dela não ter nem uma gota de cimento de alvenaria ou algo semelhante. Algumas das pedras são tão bem incorporadas que entre elas não passa nem uma folha de papel.


2 – Gigantes bolas de pedra, Costa Rica



Essas pedras foram descobertas na década de 30 do século XX por trabalhadores que estavam na selva em busca de um lugar para plantar bananas. Lendas locais dizem que dentro de cada pedra existe ouro, mas algumas foram explodidas, porém nada foi encontrado.



3 – O túneis da Idade da Pedra



A descoberta de uma grande rede de túneis subterrâneos que se estendem por toda a Europa, da Escócia à Turquia. Esses túneis mostram que as pessoas da Idade Média não passavam o tempo apenas caçando e colhendo, eles também faziam construções, mas o propósito desses tuneis continua sendo um mistério. Alguns especialistas afirmam que os túneis foram feitos para proteger as pessoas dos predadores, enquanto outros dizem se tratar de um sistema subterrâneo que era usado para percorrer grandes distâncias protegidas dos perigos da guerra.


4 – Moa, a ave gigante



Moa era algo parecido com uma ave gigante e que vivia na Nova Zelândia. Segundo uma teoria, essa ave entrou em extinção no século XIV por causa dos aborígenes maori. Porém, o que deixa muitas pessoas intrigadas é o fato de recentemente uma expedição ter achado uma pata de moa super conservada. É, mais um mistério que continua sem explicação.


5 – Porta do Sol, Bolívia



A Porta do Sol está localizada em Tiwanaku, uma cidade cheia de mistérios. Cientistas acreditam que essa cidade foi um centro de um império durante o primeiro milênio da nossa Era, mas ainda não se sabe qual o significado dos desenhos que estão marcados na Porta do Sol, mas é possível que estejam relacionados com a astrologia e com a astronomia.


6 – Mohenjo-Daro (A cidade dos mortos), Paquistão



Ninguém sabe exatamente como essa cidade “morreu”. Em 1922, um arqueólogo redescobriu essas ruínas nas margens do rio Indo. O que fez com que essa cidade fosse considerada “morta” continua a ser um grande mistérios para os pesquisadores.


7 – A cidade submersa de Yonaguni, Japão



Um instrutor de mergulho chamado Khachiro Arataki foi quem descobriu essa cidade. A cidade submersa contradiz várias teorias científicas, a rocha na qual ela foi esculpida afundou há aproximadamente 10.000 anos atrás. Teorias criadas antes da descoberta dessa cidade afirmam que na época as pessoas viviam em cavernas e se alimentavam de uma forma bastante primitiva, mas isso é completamente diferente do que pode-se ver nessa cidade.


8 – O obelisco, Egito



O Obeliscos começou a ser esculpido diretamente na rocha, e com o tempo, foram surgindo rachaduras na sua superfície, e talvez por isso ele foi deixado de lado. O tamanho da roca, como vocês podem ver na imagem, surpreende todos os visitantes.


9 – Antiga cidade de L’Anse aux Meadows, Canadá



Essa antiga cidade, que também é chamada de assentamento, foi fundada por “Vikings” há aproximadamente mil anos atrás. Essa cidade é uma prova de que os Vikings chegaram na América do Norte muito antes do nascimento de Cristóvão Colombo.


10 – A gruta de Longyou, China



Especialistas acreditam que essas cavernas tem cerca de dois mil anos e são as maiores já construídas pelo homem. Elas representam um grande mistério que atrai arqueólogos, engenheiros, arquitetos e geólogos, que tentam explicar porque elas foram construídas, mas até hoje ninguém encontrou a resposta.

10 provas de que 2017 era propaganda enganosa

Diante da explícita rejeição a 2016, o ano que não acabou bem, as expectativas para o ano novo chegaram aos píncaros do imaginário geral. Aos primeiros segundos de 2017, milhões urraram de alívio pelo fim do maldito ano. Daqui pra frente, tudo será diferente!


Ou não?


Segundo informações, 5883 reclamações já chegaram ao Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) denunciando que 2017 é propaganda enganosa. Os motivos das reclamações ainda não foram divulgados oficialmente. Mas enumeramos aqui alguns dos mais citados:


rabanadas


Sua dieta de ano novo acabou ao meio-dia de 1/1/2017 quando você comeu sete rabanadas dormidas da ceia.


cridoria


Crivella e Doria já estão nas prefeituras das maiores cidades do Brasil e Trump toma posse em 18 dias.


Alguém já te encontrou e fez a piada “não te vejo desde o ano passado”.


Já é hora de comprar material escolar.


iptu


O carnê do IPTU chegou.


A lista de mais um BBB está prestes a ser divulgada.


onda


A música “Deu Onda” continua a ser tocada sem parar.


Seus amigos que prometeram começar 2017 com atitude mais positiva já xingaram em média 8 pessoas desde o réveillon


Já foram criados 8 novos desafios de Facebook. 


azaelia


Azealia Banks atacou seu país e você nem sabe quem ela é.



MAIS POSTS

Compartilhar

Escolha uma rede para compartilhar

Marcadores