arrow_back

Resultado da busca por: "bolsa família"

Bolsonaro justifica irmão com R$ 100 mi de verba: ‘Expandi o Bolsa Família’

O irmão do presidente Jair Bolsonaro, sem cargo público, é acusado de agir como interceptor de pelo menos 100 milhões de reais em verbas federais em prefeituras do interior de São Paulo. Renato Bolsonaro vai a eventos públicos, faz lobby e inaugura obras, mesmo não sendo contratado.


Antes, Renato já foi acusado de receber salário de assessor de 17 mil reais na ALESP sem bater ponto na assembleia. O clã Bolsonaro foi acusado de contratar pelo menos 102 pessoas com laços familiares em 28 anos de atuação na política.


Jair se defendeu: “Eu falei que ia expandir o Bolsa Família e agora o pessoal reclama. Com vocês não dá, é muita gente torcendo contra. Está encerrada a entrevista. Na próxima, mando o Moro processar e expulsar do país”, disse.



Huck define slogan para 2022: ‘Vamos tirar o Brasil dessa loucura, loucura, loucura’

Luciano Huck diz que não vai se candidatar mas prepara sua campanha presidencial para 2022. O apresentador diz não estar satisfeito com o Brasil do jeito que está: “É injusto que eu possa importunar as pessoas só no sábado”, disse.


Huck já tem slogan para 2022: “Vamos tirar o Brasil dessa loucura, loucura, loucura”. Apesar de se posicionar como liberal, Huck diz que vai manter o Bolsa Família. Mas cada mãe de família terá que equilibrar 20 pratos vazios enquanto cantam a letra de Bohemian Rhapsody inteira para ter direito ao benefício.



Clã Bolsonaro empregou 102 parentes e reivindica criação do Bolsa Família

O presidente Jair Bolsonaro e seus três filhos empregaram 102 parentes entre si em seus gabinetes. O levantamento foi publicado hoje pelo jornal O Globo.


Entre os nomeados está o sogro de Bolsonaro, que mora fora do Rio. Outros declararam profissões como babá ou “do lar” em processos na Justiça. Dois admitiram que nunca trabalharam de verdade para o grupo. A maioria jamais teve crachá emitido pela assembleia do Rio.


Há indícios da prática chamada de rachadinha, quando um parlamentar emprega pessoas e fica com a maior parte do salário delas. Com o tamanho do esquema, a prática será rebatizada para rachadona.



Governo cria o Bolsa Família de Bem para financiar armas

SETOR DE CAMA, MESA E BALA – “O gerente ficou maluco e está armado!”, anunciava faixa na entrada da mais nova loja da rede Havan, localizada no edifício em Brasília onde até duas semanas atrás funcionava o Ministério do Trabalho. Ali o presidente Jair Bolsonaro e a ministra da Moral e dos Bons Costumes, Damares Alves, anunciaram o lançamento do programa “Bolsa Família de Bem”, que visa popularizar o comércio de armas no país.


“No tocante ao preço da arma, a gente viu que tinha que mudar isso aí. A sugestão veio de um amigo varejista e a gente foi pra cima”, afirmou Bolsonaro, após assinar documentos usando uma caneta Bic blindada. Explicou, em seguida, que o Bolsa Família de Bem vai ser “100% democrático”: “Todo clã brasileiro tá dentro, contanto que ela não tenha um comunista, um viado, um petralha, um tucano, um Lei Rouanista, um índio, um quilombola, um venezuelano, um cubano, um fã dos Detonautas, um jornalista da Folha de S.Paulo ou um Magno Malta entre os familiares. O pessoal vai pensar duas vezes antes de dar presente ruim no Natal”.


Damares complementou aos gritos, para uma plateia eufórica: “Queremos mostrar que, além de amado, o povo brasileiro será também armado. A partir de agora menino usa pistola azul e menina, fuzil rosa!” A ocasião foi aproveitada para anunciar a criação do programa que vai substituir a educação sexual pelo tiro ao alvo nas salas de aula. “Mas a ideia é fazer um fuzilamento liberal, livre de qualquer ideologia”, explicou Damares.


O post Governo cria o Bolsa Família de Bem para financiar armas apareceu primeiro em revista piauí.

Bolsa família na Índia? Como seria se existisse?

Humor da Terra - Humor, piadas, tirinhas, vídeos, curiosidades, memes...








Se existisse Bolsa família na Índia, a gente não sabe como seria exatamente, mas em Uganda existe um caso que podemos pegar como exemplo perfeito. O nome do pai é Mustafa Magambo

Mutone, de 65 anos. Ele tem simplesmente 13 esposas e 176 filhos! Não, caro leitor, você não leu errado, é isso mesmo, quase duas centenas de filhos.


 


Bolsa família para morador de Uganda que tem 176 filhos


 


Vamos aos cálculos? Mustafa poderia ser dono de mais de 15 times de futebol. Gente, QUINZE times de futebol(nem eu tô acreditando no que tô escrevendo!).


Bolsa família para morador de Uganda que tem 176 filhos


Segundo informações do jornal New Vision, Mutone é dono de uma loja atacadista na cidade de Kagadi, em Uganda. O “mito” Mustafa não precisa sustentar as esposas, pois quase

todas trabalham. O problema mesmo é sustentar toda essa filharada. Então, ele recorreu ao governo que o ajudasse em pelos menos 30 de seus filhos.


Bolsa família para morador de Uganda que tem 176 filhos


 


Nem o conheço pessoalmente, mas vou continuar o chamando de mito mesmo. Mustafa tem quase 100 netos e projetos para estabelecer berçário e escola primária na região onde

mora.


Bolsa família para morador de Uganda que tem 176 filhos


 


Mustafa Mito continua fortemente a produção e tem mais 6 esposas esperando filhos, ou seja, logo em breve chegará a marca de 180 filhos. Ele afirma que tem saúde o

suficiente para ter ainda mais esposas e filhos, pois afirmou que vive longe do açúcar, cigarro e de bebidas. Além de mito, sabe se cuidar! Até porque o vício dele

claramente é outro.


Bolsa família para morador de Uganda que tem 176 filhos


Já pensou o que é dar atenção a todas essas esposas e filhos? Missão Impossível até mesmo para o Mito Mustafa, que recebe dezenas de ligações diariamente, mas sempre

responde que não pode estar em todos os lugares ao mesmo tempo. Caraca, moleque!


Bolsa família para morador de Uganda que tem 176 filhos








O post Bolsa família na Índia? Como seria se existisse? apareceu primeiro em Humor da Terra.

MAIS POSTS

Compartilhar

Escolha uma rede para compartilhar

Marcadores