arrow_back

Resultado da busca por: "alegando que a"

15 interessantes curiosidades sobre o filme Toy Story

O filme Toy Story é um dos mais famosos da história e, com certeza, a franquia mais famosa da história das animações.


Como bom filme famoso, ele conta com muitas curiosidades bem interessantes.


John Lasseter, diretor de Toy Story, ligou para a casa de Billy Crystal para oferecer-lhe o papel de Mike Wazowski em Monstros S.A. e quem atendeu o telefone foi a esposa de Billy.


Quando ela disse para Billy que “John Lasseter quer falar com você”, ele só pegou o telefone e disse “sim”.


Essa é a moral deste diretor.



A equipe de animação aperfeiçoou o movimento dos soldados verdes de brinquedo colando um par de tênis em folhas de madeira e e andando com eles.


filme Toy Story


Quando Woody está sentado na cama conversando com Slinky e, mais tarde, quando ele luta contra Buzz, há um desenho dele na parede atrás deles.


Este é, na verdade, um esboço inicial do personagem Woody.



Woody e Buzz Lightyear são inspirados nos brinquedos de infância de John Lasseter.


Ele baseou Woody em seu próprio boneco Gasparzinho de puxar corda e, depois que ele deixou de ser Gasparzinho, ele mudou para um G.I. Joe, um brinquedo chamativo na época de sua infância.



Os primeiros roteiros do filme apresentavam uma boneca Barbie em um relacionamento sério com Woody.


A sequência final original, na qual Buzz e Woody perseguem o caminhão em movimento, foi programada para fazer a Barbie dirigir o seu Corvette para fora do caminhão e resgatar Woody e Buzz do cachorro de Sid, algo similar a Sarah Connor (Linda Hamilton) em O Exterminador do Futuro 2: Dia do Julgamento (1991).


A Mattel, empresa dona da personagem Barbie, recusou, alegando que achava que o filme seria um fracasso e que não queriam que a Barbie tivesse uma personalidade definida, preferindo deixar as crianças imaginarem os traços de personalidade da Barbie por conta própria.


Assim, Barbie foi retirada do roteiro, e seu personagem foi retrabalhado.



Quando o filme provou ser um grande sucesso, a Mattel permitiu que Barbie aparecesse em Toy Story 2 (1999).


Este foi o primeiro filme de animação na história do Oscar a ser indicado ao Oscar de Melhor Roteiro – Adaptado ou Original.



Originalmente, o personagem principal de Toy Story seria Tinny, o personagem do curta-metragem vencedor do Oscar de John Lasseter, Tin Toy (1988).



Os escritores logo perceberam que Tinny era antiquado demais para ser o brinquedo favorito de uma criança.


Logo ele foi substituído por um astronauta de brinquedo em miniatura inicialmente chamado Lunar Larry e mais tarde Tempus de Morph.


Em um dado momento o deixaram mais alto e o rebatizaram como Buzz Lightyear.



O antecessor de Woody era um boneco de ventríloquo.


Toy Story foi o primeiro (e a partir de 2014 o único) filme de animação a receber um prêmio especial da Academia.



Toy Story foi o segundo filme de maior bilheteria de 1995, depois de Duro de Matar 3: A Vingança, batendo sucessos como Apollo 13, 007 Contra GoldenEye e Batman Forever.



A Disney pressionou muito para que o filme fosse um musical (como a maioria dos desenhos animados da época), mas John Lasseter foi contra a ideia.


Ele sentiu que o filme funcionaria melhor como uma comédia do que como um musical. Por fim, ele e a Disney chegaram a um acordo quanto ao fato de que as canções tocariam em momentos importantes, mas não seriam cantadas pelos personagens.



A Pixar não faria um musical até Viva – A Vida é Uma Festa (2017), 22 anos depois.


Randy Newman escreveu a música “Amigo, estou aqui” em apenas um dia.



John Lasseter sabia que tinha uma joia nas mãos quando ouviu soluços adultos vindos de espectadores quando Buzz estava aparentemente quebrado.


Um dos primeiros títulos possíveis para o filme era “You Are A Toy”.



A Jim Henson Company produziu o filme O Natal dos Muppets (1986) para a televisão e o tema era sobre brinquedos que ganham vida quando seus donos humanos não estão por perto.


Nele, Rugby, o Tigre, fica com ciúmes ao descobrir que está prestes a ser substituído como o brinquedo favorito das crianças e, inadvertidamente, lança um novo brinquedo, a Meteora: Rainha dos Asteróides, que não percebe que é um brinquedo e pensa que caiu junto com alienígenas.


Cabe então ao Rugby e aos outros brinquedos convencê-la a aceitar seu papel de brinquedo de Natal e voltar para o seu pacote antes da manhã de Natal.


A Jim Henson Company foi posteriormente comprada pela Disney, assim como a Pixar.



Bill Murray, Jim Carrey, e Chevy Chase foram sondados para interpretar Lightyear.



O post 15 interessantes curiosidades sobre o filme Toy Story apareceu primeiro em O Macho Alpha.

‘E o Neymar, hein?!’ substitui comentários sobre o tempo em elevadores

Os tradicionais comentários sobre o tempo nos elevadores ficaram no passado. A moda agora é falar sobre o Neymar.


Os comentários são os mais variados, mas, ao contrário do tempo que sempre nos surpreende, as performances do Neymar tem sempre um comentário previsível.


O morador de um prédio que preferiu não se identificar, confessou que preferiu descer dez andares de escada só pra não ter que ouvir comentários sobre o craque. “Não aguento mais”, disse ele. Além de descer as escada, ele também saiu de todos os grupos de WhatsApp e deletou sua conta no Facebook alegando que as piadas já estão enjoativas.


Na Rússia, Neymar também prefere não acessar as redes sociais. Alguns dizem que é para não ter acesso à piadas maldosas, outros que a internet vive caindo.



Juiz dá decisão em forma de versos sobre disputa de sanfona entre músicos

Em Senhor do Bonfim, município no Norte da Bahia, dois músicos locais, Renato Ianovich, conhecido como Cigano, e Nivaldo Amaro de Araújo, o Nivaldo do Acordeon, disputavam na Justiça a posse de uma sanfona. Tudo começou quando Renato Cigano foi à polícia alegando que a sanfona em posse de Nivaldo do Acordeon era dele, e tinha sido roubada há três anos.


Na última sexta-feira, o juiz Teomar Almeida de Oliveira deu sua decisão sobre o caso e surpreendeu a todos. Não pelo resultado em si – a sanfona deveria ficar com Nivaldo, que apresentou uma nota da compra efetuada há dois anos -, mas pelo formato. A sentença foi dada em forma de versos, e citou a canção “Sanfona do Povo”, de Luiz Gonzaga.


“Como filho de agricultores, saído da roça aos 14 anos para morar na cidade de Nova Olinda, sertão da Paraíba, vi na contenda dessa sanfona uma retrospectiva de vida humilde que poderia ser repassada em versos, na personificação do instrumento musical, às partes e à sociedade”, disse o magistrado ao G1.


Abaixo, os versos da sentença, que também conta detalhes da disputa:



No embalo da emoção

Sanfoneiros pedem aquela sanfona velha

Que um dia já foi bela

Hoje ela é castigada, afastada da canção

Condenada a viver gelada

No banheiro da prisão




E o sanfoneiro engaiolado

Sem a voz, os dedos e o pulmão

Distante da sanfona velha

Seu maior bem de estimação

Espera que o Juiz diga qual o querelado

Que levará a sanfona do povo junto ao seu coração




Não há mais tempo de espera

Para uma decisão que preste

O povo está desolado

Por ver o maior símbolo do Nordeste

Que despontou numa tapera

Como um pássaro engaiolado




Das cantigas do sertão, xote, xaxado e baião

Passou à relíquia sem documento

De disputa encarecida, cobiçada no momento

Que chega a envergonhar o nosso Rei Gonzagão

Quando disse outro dia que o jumento é nosso irmão




Pobre sanfona do povo

Pagando o que não deve

Como qualquer prisioneiro

Presa por ser a rainha do Nordeste e do Sertão

Não pode mais permanecer

Como adorno de banheiro de masmorra da prisão




Não sei quem é o proprietário

Mas, o possuidor do melhor documento (fls. 62)

É presumido o signatário

Dono daquele instrumento

Ficando com o direito

De recebê-la no peito como fiel depositário




Não decido por decidir

Mas, por a lei me permitir (art. 120, § 4º, CPP)

Colocar em suas mãos

Que outrora foi tirada, do povo e dos cidadãos

Sem piedade e compaixão

Aquela sanfona velha que imortalizou Gonzagão




Nilvado o direito é seu, como fiel depositário

Visto o seu opositor não ter provado o contrário

Até que se finde a contenda

Delegado me atenda

Como da outra vez foi buscar

A bela sanfona do povo, vá agora entregar





E para finalizar

Hei por bem declarar

Que fui competente para buscar

Sou também para entregar


Sugestão do leitor Renato Fagundes










Militantes do movimento negro invadem aula na USP para falar sobre racismo

Na semana passada, um grupo de jovens que dizem fazer parte do movimento negro, invadiram uma aula de administração na USP na tentativa de debater sobre cotas raciais e racismo na faculdade, alegando que apenas os brancos conseguiam entrar na faculdade. Um dos alunos começou a filmar a cena toda, que durou por volta de 17 minutos. Preparem uma pipoca antes de dar o play:




michael-jackson-eating-popcorn-o


sdds aula de microeconomia


Não podia faltar uma ediçãozinha rápida sobre esse AUÊ todo né?





MAIS POSTS

Compartilhar

Escolha uma rede para compartilhar

Marcadores