arrow_back

Resultado da busca por: "acessado"

Só de boinha aqui na minha cama de RTX 3080 Ti

Podes crê mano, isso é mais ostentação que rolar em uma cama de ouro com a Tigresa vip do lado, te dando uvas sem caroço na boca.Vai lá ver quanto custa, só uma plaquinha dessa!Gordin bronheiro jogador de Fortnite e acessador do blog NLP, até lambeu os beiço ????


The post Só de boinha aqui na minha cama de RTX 3080 Ti appeared first on Não leve por trás.


E as donzelas de classe média alta, seguem sua vida de embelezamento para futuramente voltar a escravizar os gados acessadores de xvidros

A pessoa quando tem realmente dinheiro não perde nem tempo de ir na academia, os aparelhos fazem o trabalho todo por ela.PS: Gostou da postagem né meu filho, matou a saudade? viu que a moça está bem e sua vida sege normalmente.De nada ????


The post E as donzelas de classe média alta, seguem sua vida de embelezamento para futuramente voltar a escravizar os gados acessadores de xvidros appeared first on Não leve por trás.


Campanha da pelúcia do gato no ar!



Finalmente!!! Atendendo a pedidos e por livre espontânea pressão do gato, estamos inaugurando o financiamento coletivo da pelúcia do Gato!!! Ela é fofinha e funcional, pois foi baseada em uma naninha para descanso. Posso dizer que está uma graça e fiz com muito carinho, mas para viabilizá-la em quantidade, preciso da ajuda de vocês.


Pelúcia não é algo barato de se fazer. Depois de muito cuidado no design e na pesquisa dos melhores materiais, estou apertando o máximo que dá para tornar o produto acessível. Por isso decidi fazer um “Catarse”.


Se ainda não conhece as tirinhas. Acesse aqui: https://www.instagram.com/caesegatos_oficial/



Posso garantir que é beeeem fofinha! O material é plush e o enchimento é fibra 100% poliéster. Segue abaixo as dimensões e visualizações:





Você pode escolher entre 4 tipo de kits disponíveis:





Se conseguirmos bater as metas, os itens abaixo irão junto com a pelúcia. Se as metas continuarem a serem batidas, mais produtos virão de brinde.




A cada meta batida, mais um brinde fofo para você. Dá uma olhada:




Um financiamento coletivo é uma plataforma em que você ajuda o artista a tirar seu projeto do papel. Após o período de campanha e produção, o projeto é finalizado e enviado até a sua casa. Sendo assim, a campanha para arrecadarmos o valor necessário será feita do dia 15/09 até o dia 15/10, a fase de produção será de 15/10 até 15/11 e a fase de envio será de 15/11 até 22/11.





Carlos Ruas é quadrinista, empresário e criador do Um Sábado Qualquer, Mundo Avesso e Cães e Gato, três universos distintos e criativos que compõem a sua obra.


Ruas nasceu em 1985, na cidade de Niterói – RJ e, desde cedo, demonstrou interesse e talento para o desenho. Graduou-se em design gráfico e trabalhou em uma produtora cultural enquanto lançava em 2009, nas redes sociais, o USQ.


O sucesso das tirinhas que abordavam as religiões com humor e irreverência possibilitou que, em 2011, o Um Sábado Qualquer fosse um dos blogs de quadrinhos mais acessados do país, conquistando um público diversificado e aberto à reflexão. Reconhecido, então, participou do livro em homenagem a Maurício Souza, “MSP novos 50”.


Tem sete livros publicados, tanto por editoras, quanto por financiamento coletivo, e ao todo já vendeu 50 mil exemplares. Seu 4° livro, “A infância de Cristo”, arrecadou R$ 280 mil na plataforma Catarse, batendo o recorde de maior arrecadação nerd. Ao todo, lançou seis campanhas no Catarse, entre livros e produtos como pantufas e pelúcias – todos viabilizados pelo apoio de antigos e novos fãs.


Aliando a arte ao mundo dos negócios, fundou em 2013 a empresa Um Sábado Qualquer, ampliando a sua atuação como quadrinista ao criar produtos personalizados e comercializá-los online.


Em 2014, estreou seu canal do Youtube que conta com animações, vlog e mais de 426 mil inscritos. No mesmo ano, criou o “Mundo Avesso”, que é definido pelo autor como tirinhas de “filosofia visual”, trazendo reflexões sobre valores, virtudes e ações, entre outras.


No ano de 2016, criou os personagens “Cães e Gatos”, com tirinhas que mostram como lidar com as diferenças, os relacionamentos e, acima de tudo, o amor.


Em 2017, o livro “Un samedi quelconque” foi publicado em todos os países de língua francesa pela editora Aliance Magic.


Ruas marca presença nos principais eventos geeks/nerds no país, como a Comic Con e Bienais do Livro, além de feiras regionais, que o mantém em contato com fãs nos quatro cantos do país. Também foi chargista convidado do programa Roda Viva por duas vezes: em 2016, com os entrevistados Leandro Karnal e Luis Felipe Pondé, e em 2018, com Ziraldo como atração principal.


Premiado, Carlos Ruas ganhou o troféu HQMix (o “Oscar” dos quadrinhos brasileiros) na categoria Webtiras em 2012, e em 2015, o livro “Êxodo: nos bastidores da bíblia”, conquistou o 32° Troféu Angelo Agostini.


Atualmente, possui 2.7 milhões seguidores no Facebook, 663 milhões no Instagram e 60 mil no Twitter, somando suas três criações (Um Sábado Qualquer, Mundo Avesso e Cães e Gatos). Retomou, em 2020, as animações em seu canal no Youtube.


Segue participando ativamente do canal de divulgação científica Bláblálogia como convidado fixo do “Café Com Quê”, debatendo temas variados e relevantes com Emilio Garcia e Pirula.


Por sua produção artística consistente nas redes sociais, no mercado literário e em projetos comerciais bem sucedidos, Ruas se consolida um dos principais quadrinistas do cenário nacional.


 


 


Um financiamento coletivo é uma plataforma em que você ajuda o artista a tirar seu projeto do papel. Após o período de campanha e produção, o projeto é finalizado e enviado até a sua casa.


Se você chegou até aqui, agradeço a leitura e conto com o seu apoio, pois o gato está ficando impaciente.



 


 


 


 


 


 


 


O post Campanha da pelúcia do gato no ar! apareceu primeiro em Um Sábado Qualquer.

Campanha da pantufa do gato no ar!



Finalmente!!! Atendendo a pedidos e por livre espontânea pressão do gato, estamos inaugurando o financiamento coletivo da pelúcia do Gato!!! Ela é fofinha e funcional, pois foi baseada em uma naninha para descanso. Posso dizer que está uma graça e fiz com muito carinho, mas para viabilizá-la em quantidade, preciso da ajuda de vocês.


Pelúcia não é algo barato de se fazer. Depois de muito cuidado no design e na pesquisa dos melhores materiais, estou apertando o máximo que dá para tornar o produto acessível. Por isso decidi fazer um “Catarse”.


Se ainda não conhece as tirinhas. Acesse aqui: https://www.instagram.com/caesegatos_oficial/



Posso garantir que é beeeem fofinha! O material é plush e o enchimento é fibra 100% poliéster. Segue abaixo as dimensões e visualizações:





Você pode escolher entre 4 tipo de kits disponíveis:





Se conseguirmos bater as metas, os itens abaixo irão junto com a pelúcia. Se as metas continuarem a serem batidas, mais produtos virão de brinde.




A cada meta batida, mais um brinde fofo para você. Dá uma olhada:




Um financiamento coletivo é uma plataforma em que você ajuda o artista a tirar seu projeto do papel. Após o período de campanha e produção, o projeto é finalizado e enviado até a sua casa. Sendo assim, a campanha para arrecadarmos o valor necessário será feita do dia 15/09 até o dia 15/10, a fase de produção será de 15/10 até 15/11 e a fase de envio será de 15/11 até 22/11.





Carlos Ruas é quadrinista, empresário e criador do Um Sábado Qualquer, Mundo Avesso e Cães e Gato, três universos distintos e criativos que compõem a sua obra.


Ruas nasceu em 1985, na cidade de Niterói – RJ e, desde cedo, demonstrou interesse e talento para o desenho. Graduou-se em design gráfico e trabalhou em uma produtora cultural enquanto lançava em 2009, nas redes sociais, o USQ.


O sucesso das tirinhas que abordavam as religiões com humor e irreverência possibilitou que, em 2011, o Um Sábado Qualquer fosse um dos blogs de quadrinhos mais acessados do país, conquistando um público diversificado e aberto à reflexão. Reconhecido, então, participou do livro em homenagem a Maurício Souza, “MSP novos 50”.


Tem sete livros publicados, tanto por editoras, quanto por financiamento coletivo, e ao todo já vendeu 50 mil exemplares. Seu 4° livro, “A infância de Cristo”, arrecadou R$ 280 mil na plataforma Catarse, batendo o recorde de maior arrecadação nerd. Ao todo, lançou seis campanhas no Catarse, entre livros e produtos como pantufas e pelúcias – todos viabilizados pelo apoio de antigos e novos fãs.


Aliando a arte ao mundo dos negócios, fundou em 2013 a empresa Um Sábado Qualquer, ampliando a sua atuação como quadrinista ao criar produtos personalizados e comercializá-los online.


Em 2014, estreou seu canal do Youtube que conta com animações, vlog e mais de 426 mil inscritos. No mesmo ano, criou o “Mundo Avesso”, que é definido pelo autor como tirinhas de “filosofia visual”, trazendo reflexões sobre valores, virtudes e ações, entre outras.


No ano de 2016, criou os personagens “Cães e Gatos”, com tirinhas que mostram como lidar com as diferenças, os relacionamentos e, acima de tudo, o amor.


Em 2017, o livro “Un samedi quelconque” foi publicado em todos os países de língua francesa pela editora Aliance Magic.


Ruas marca presença nos principais eventos geeks/nerds no país, como a Comic Con e Bienais do Livro, além de feiras regionais, que o mantém em contato com fãs nos quatro cantos do país. Também foi chargista convidado do programa Roda Viva por duas vezes: em 2016, com os entrevistados Leandro Karnal e Luis Felipe Pondé, e em 2018, com Ziraldo como atração principal.


Premiado, Carlos Ruas ganhou o troféu HQMix (o “Oscar” dos quadrinhos brasileiros) na categoria Webtiras em 2012, e em 2015, o livro “Êxodo: nos bastidores da bíblia”, conquistou o 32° Troféu Angelo Agostini.


Atualmente, possui 2.7 milhões seguidores no Facebook, 663 milhões no Instagram e 60 mil no Twitter, somando suas três criações (Um Sábado Qualquer, Mundo Avesso e Cães e Gatos). Retomou, em 2020, as animações em seu canal no Youtube.


Segue participando ativamente do canal de divulgação científica Bláblálogia como convidado fixo do “Café Com Quê”, debatendo temas variados e relevantes com Emilio Garcia e Pirula.


Por sua produção artística consistente nas redes sociais, no mercado literário e em projetos comerciais bem sucedidos, Ruas se consolida um dos principais quadrinistas do cenário nacional.


 


 


Um financiamento coletivo é uma plataforma em que você ajuda o artista a tirar seu projeto do papel. Após o período de campanha e produção, o projeto é finalizado e enviado até a sua casa.


Se você chegou até aqui, agradeço a leitura e conto com o seu apoio, pois o gato está ficando impaciente.



 


 


 


 


 


 


 


O post Campanha da pantufa do gato no ar! apareceu primeiro em Um Sábado Qualquer.

Michigan é o local onde está este incrível castelo medieval


Talvez você esteja se perguntando porque existiria um castelo medieval em Michigan, no Norte dos Estados Unidos.

O fato é que Max Helmer, o dono desta obra de arte, esteve na Alemanha e decidiu que ia produzir um castelo para ele.



Se você está pensando em comprar o castelo, saiba que ele não está à venda.



O que é possível fazer é uma visita virtual, algo que está muito comum nos tempos de hoje.





Ah, esqueci de te contar, mas Max Helmer visitou a Europa na década de 20. Ele reproduziu o seu castelo em um dos locais mais altos de Jackson, uma colina em S. Draper Road, em Liberty Township.



Sim, Helmer era muito rico, ele era músico e herdou uma boa herança de seu pai, Fred Helmer. A construção de 6 andares foi produzida em 1929 copiando um salão romano do século V que está construído perto de Nuremberg.



Em um primeiro momento o castelo foi produzido para a reclusão, mas obviamente que chamou o interesse de várias pessoas, inclusive de nós aqui no Brasil.


C.J. Jorgensen construiu a torre usando pedras de campo da vizinha Almaran” Mattie “Hatt farm”.



Foram mais de 500 toneladas de pedras e 300 barris de cimento para construir os primeiros andares.


Eles usaram cavalos, nove ajudantes e um guindaste para poder criar a obra.




Os cinco primeiros níveis são de quartos que podem ser acessados através de uma escada circular estreita. Todos os andares possuem uma lareira, cada.



Através de um alçapão é possível acessar algo que todos os castelos possuem, uma masmorra.



Em 1937 uma ala foi adicionada.


Joe Forcier usou uma equipe de cavalos belgas para transportar mais pedras das terras de Hatt.


Itens europeus foram adicionados, como dobradiças de ferro forjadas na Idade Média.



Helmer morreu muito jovem, aos 55 anos, em 1948.


Em um primeiro momento pensava-se que ele tinha sido assassinado, mas mais tarde descobriu-se que ele tinha apenas sofrido um ataque cardíaco.


Até 1973 a dona da casa tornou-se Edna Barnes.



castelo medieval


Barnes costumava afastar invasores utilizando uma arma e um pastor alemão chamado Klaus.


Em 1975 o local foi usado para um filme de terror chamado “Amante do Demônio”.


Após passar por alguns proprietários, foi comprado por Arthur Klenk em 1982.


É ou não é um baita castelo medieval?


O post Michigan é o local onde está este incrível castelo medieval apareceu primeiro em O Macho Alpha.

MAIS POSTS

Compartilhar

Escolha uma rede para compartilhar

Marcadores