arrow_back

Resultado da busca por: "a ser tocada"

10 provas de que 2017 era propaganda enganosa

Diante da explícita rejeição a 2016, o ano que não acabou bem, as expectativas para o ano novo chegaram aos píncaros do imaginário geral. Aos primeiros segundos de 2017, milhões urraram de alívio pelo fim do maldito ano. Daqui pra frente, tudo será diferente!


Ou não?


Segundo informações, 5883 reclamações já chegaram ao Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) denunciando que 2017 é propaganda enganosa. Os motivos das reclamações ainda não foram divulgados oficialmente. Mas enumeramos aqui alguns dos mais citados:


rabanadas


Sua dieta de ano novo acabou ao meio-dia de 1/1/2017 quando você comeu sete rabanadas dormidas da ceia.


cridoria


Crivella e Doria já estão nas prefeituras das maiores cidades do Brasil e Trump toma posse em 18 dias.


Alguém já te encontrou e fez a piada “não te vejo desde o ano passado”.


Já é hora de comprar material escolar.


iptu


O carnê do IPTU chegou.


A lista de mais um BBB está prestes a ser divulgada.


onda


A música “Deu Onda” continua a ser tocada sem parar.


Seus amigos que prometeram começar 2017 com atitude mais positiva já xingaram em média 8 pessoas desde o réveillon


Já foram criados 8 novos desafios de Facebook. 


azaelia


Azealia Banks atacou seu país e você nem sabe quem ela é.



Um vendedor macabro que vem tirando o sono de muitos japoneses

Imagine você dormindo tranquilamente quando, de repente, uma musiquinha macabra começa a ser tocada longe e vem se aproximando da sua residência. Pois bem, parece que isso está acontecendo em alguma cidade japonesa.


Os moradores reclamaram de um comerciante maluco, vendedor de alimentos, que passa com seu carro na madrugada fazendo anúncio de forma macabra. Olha ele aí:



Pronto, acabei de dar idéia pra outros malucos! kkk

Vem curtir o natal, guell


A Simone já está desesperada. A hegemonia dela de anos na época do natal está ameaçada. Esse pode ser a nova música a ser tocada nos shoppings.


E que belíssima letra, não?


Dica do leitor Douglas Barbosa.

MAIS POSTS

Compartilhar

Escolha uma rede para compartilhar

Marcadores