arrow_back

Resultado da busca por: "a estabilidade financeira"

Controle de natalidade

nan


Uma semana dura essa lata. As vezes menos. Minha filha tomava aquele mais barato, que custa 30 mangos.


Que essa informação fique na sua mente até que você tenha estabilidade financeira.


A vida é dinheiro jogado fora

11908328


Lúcio e Sandra não eram exatamente amigos, mas andavam com a mesma galera. Certa tarde o pessoal marcou um bar para colocar a conversa em dia e o papo rolava descontraído quando Lúcio notou que o pára-choque do meu Uno Mille estava amassado.


“Você não vai arrumar isso aí não?”, disse com aquela cara de "estou lhe julgando". Eu sempre tomo cuidado para não ser desleixado em excesso, mas o conserto podia esperar. O dano não era tão grande e além do mais eu precisava segurar grana para garantir a próxima viagem. “Por enquanto vai ficar assim. Minha prioridade é viajar no fim do ano”.


Para Lúcio aquela afirmação era o puro horror. Dirigir um veículo com qualquer grau de defeito era o fim dos tempos, mas ter grana para arrumá-lo e optar por viajar era um absurdo completo. Em seu modo de ver o mundo o dinheiro bem gasto era aquele usado para comprar coisas. A comparação entre nossos estilos de vida era piada entre os amigos. Ele até concordava que também um dia viajaria para algum lugar, mas ia esperar para quando já tivesse conquistado sua estabilidade financeira.


Nesse dia no bar Lúcio estava especialmente empolgado por ter adquirido um apartamento novo. “Aluguel é dinheiro jogado fora”, afirmava com propriedade. Descreveu o valor da entrada e o financiamento em décadas, mas não se importava com o longo período. “Pelo menos estou pagando algo que é meu”. A Sandra ouvia a ladainha com atenção. Eu a conhecia muito pouco até aquele dia, pois normalmente não conversava muito. No entanto naquela tarde ela fez um discurso que nunca esqueci:


Olha Lúcio, a vida por si só é dinheiro jogado fora. Não há como ser de outro jeito. A cerveja comprada vira urina. A refeição paga logo vira merda. As roupas acabam, a gasolina evapora, o carro enferruja e os móveis se deterioram. Mesmo o que gastamos para adquirir conhecimento e vivências nos será tirado pela morte. No entanto, pelo menos essas memórias nos acompanharão pela vida toda. Portanto seu raciocínio está errado. Você investe em porcaria.


Todos se olharam com espanto sem ousar dizer qualquer coisa. Sandra bebeu um gole de cerveja e terminou sua fala da melhor maneira possível:


Além do mais Lúcio, a gente sabe que você pagou duas vezes o valor do seu apartamento em juros para o banco, então não venha com essa história de não jogar dinheiro fora!


Pedro Schmaus


O post A vida é dinheiro jogado fora apareceu primeiro em Sedentário & Hiperativo.


A vida é dinheiro jogado fora

11908328


Lúcio e Sandra não eram exatamente amigos, mas andavam com a mesma galera. Certa tarde o pessoal marcou um bar para colocar a conversa em dia e o papo rolava descontraído quando Lúcio notou que o pára-choque do meu Uno Mille estava amassado.


“Você não vai arrumar isso aí não?”, disse com aquela cara de "estou lhe julgando". Eu sempre tomo cuidado para não ser desleixado em excesso, mas o conserto podia esperar. O dano não era tão grande e além do mais eu precisava segurar grana para garantir a próxima viagem. “Por enquanto vai ficar assim. Minha prioridade é viajar no fim do ano”.


Para Lúcio aquela afirmação era o puro horror. Dirigir um veículo com qualquer grau de defeito era o fim dos tempos, mas ter grana para arrumá-lo e optar por viajar era um absurdo completo. Em seu modo de ver o mundo o dinheiro bem gasto era aquele usado para comprar coisas. A comparação entre nossos estilos de vida era piada entre os amigos. Ele até concordava que também um dia viajaria para algum lugar, mas ia esperar para quando já tivesse conquistado sua estabilidade financeira.


Nesse dia no bar Lúcio estava especialmente empolgado por ter adquirido um apartamento novo. “Aluguel é dinheiro jogado fora”, afirmava com propriedade. Descreveu o valor da entrada e o financiamento em décadas, mas não se importava com o longo período. “Pelo menos estou pagando algo que é meu”. A Sandra ouvia a ladainha com atenção. Eu a conhecia muito pouco até aquele dia, pois normalmente não conversava muito. No entanto naquela tarde ela fez um discurso que nunca esqueci:


Olha Lúcio, a vida por si só é dinheiro jogado fora. Não há como ser de outro jeito. A cerveja comprada vira urina. A refeição paga logo vira merda. As roupas acabam, a gasolina evapora, o carro enferruja e os móveis se deterioram. Mesmo o que gastamos para adquirir conhecimento e vivências nos será tirado pela morte. No entanto, pelo menos essas memórias nos acompanharão pela vida toda. Portanto seu raciocínio está errado. Você investe em porcaria.


Todos se olharam com espanto sem ousar dizer qualquer coisa. Sandra bebeu um gole de cerveja e terminou sua fala da melhor maneira possível:


Além do mais Lúcio, a gente sabe que você pagou duas vezes o valor do seu apartamento em juros para o banco, então não venha com essa história de não jogar dinheiro fora!


Pedro Schmaus


O post A vida é dinheiro jogado fora apareceu primeiro em Sedentário & Hiperativo.


A vida é dinheiro jogado fora

11908328


 


Lúcio e Sandra não eram exatamente amigos, mas andavam com a mesma galera. Certa tarde o pessoal marcou um bar para colocar a conversa em dia e o papo rolava descontraído quando Lúcio notou que o pára-choque do meu Uno Mille estava amassado.


“Você não vai arrumar isso aí não?”, disse com aquela cara de "estou lhe julgando". Eu sempre tomo cuidado para não ser desleixado em excesso, mas o conserto podia esperar. O dano não era tão grande e além do mais eu precisava segurar grana para garantir a próxima viagem. “Por enquanto vai ficar assim. Minha prioridade é viajar no fim do ano”.


Para Lúcio aquela afirmação era o puro horror. Dirigir um veículo com qualquer grau de defeito era o fim dos tempos, mas ter grana para arrumá-lo e optar por viajar era um absurdo completo. Em seu modo de ver o mundo o dinheiro bem gasto era aquele usado para comprar coisas. A comparação entre nossos estilos de vida era piada entre os amigos. Ele até concordava que também um dia viajaria para algum lugar, mas ia esperar para quando já tivesse conquistado sua estabilidade financeira.


Nesse dia no bar Lúcio estava especialmente empolgado por ter adquirido um apartamento novo. “Aluguel é dinheiro jogado fora”, afirmava com propriedade. Descreveu o valor da entrada e o financiamento em décadas, mas não se importava com o longo período. “Pelo menos estou pagando algo que é meu”. A Sandra ouvia a ladainha com atenção. Eu a conhecia muito pouco até aquele dia, pois normalmente não conversava muito. No entanto naquela tarde ela fez um discurso que nunca esqueci:


Olha Lúcio, a vida por si só é dinheiro jogado fora. Não há como ser de outro jeito. A cerveja comprada vira urina. A refeição paga logo vira merda. As roupas acabam, a gasolina evapora, o carro enferruja e os móveis se deterioram. Mesmo o que gastamos para adquirir conhecimento e vivências nos será tirado pela morte. No entanto, pelo menos essas memórias nos acompanharão pela vida toda. Portanto seu raciocínio está errado. Você investe em porcaria.


Todos se olharam com espanto sem ousar dizer qualquer coisa. Sandra bebeu um gole de cerveja e terminou sua fala da melhor maneira possível:


Além do mais Lúcio, a gente sabe que você pagou duas vezes o valor do seu apartamento em juros para o banco, então não venha com essa história de não jogar dinheiro fora!


Pedro Schmaus


O post A vida é dinheiro jogado fora apareceu primeiro em Sedentário & Hiperativo.


A vida é dinheiro jogado fora

lobo


lobo


Lúcio e Sandra não eram exatamente amigos, mas andavam com a mesma galera. Certa tarde o pessoal marcou um bar para colocar a conversa em dia e o papo rolava descontraído quando Lúcio notou que o pára-choque do meu Uno Mille estava amassado.


“Você não vai arrumar isso aí não?”, disse com aquela cara de "estou lhe julgando". Eu sempre tomo cuidado para não ser desleixado em excesso, mas o conserto podia esperar. O dano não era tão grande e além do mais eu precisava segurar grana para garantir a próxima viagem. “Por enquanto vai ficar assim. Minha prioridade é viajar no fim do ano”.


Para Lúcio aquela afirmação era o puro horror. Dirigir um veículo com qualquer grau de defeito era o fim dos tempos, mas ter grana para arrumá-lo e optar por viajar era um absurdo completo. Em seu modo de ver o mundo o dinheiro bem gasto era aquele usado para comprar coisas. A comparação entre nossos estilos de vida era piada entre os amigos. Ele até concordava que também um dia viajaria para algum lugar, mas ia esperar para quando já tivesse conquistado sua estabilidade financeira.


Nesse dia no bar Lúcio estava especialmente empolgado por ter adquirido um apartamento novo. “Aluguel é dinheiro jogado fora”, afirmava com propriedade. Descreveu o valor da entrada e o financiamento em décadas, mas não se importava com o longo período. “Pelo menos estou pagando algo que é meu”. A Sandra ouvia a ladainha com atenção. Eu a conhecia muito pouco até aquele dia, pois normalmente não conversava muito. No entanto naquela tarde ela fez um discurso que nunca esqueci:


Olha Lúcio, a vida por si só é dinheiro jogado fora. Não há como ser de outro jeito. A cerveja comprada vira urina. A refeição paga logo vira merda. As roupas acabam, a gasolina evapora, o carro enferruja e os móveis se deterioram. Mesmo o que gastamos para adquirir conhecimento e vivências nos será tirado pela morte. No entanto, pelo menos essas memórias nos acompanharão pela vida toda. Portanto seu raciocínio está errado. Você investe em porcaria.


Todos se olharam com espanto sem ousar dizer qualquer coisa. Sandra bebeu um gole de cerveja e terminou sua fala da melhor maneira possível:


Além do mais Lúcio, a gente sabe que você pagou duas vezes o valor do seu apartamento em juros para o banco, então não venha com essa história de não jogar dinheiro fora!


Pedro Schmaus


O post A vida é dinheiro jogado fora apareceu primeiro em Sedentário & Hiperativo.


MAIS POSTS

Compartilhar

Escolha uma rede para compartilhar

Marcadores