arrow_back

The Piauí Herald

Cotação de Paulo Guedes já está mais baixa que a do Real

LINKEDIN ATUALIZADO – “Não é verdade, o que acontece é que…”, foi o máximo que o ministro da Economia Paulo Guedes conseguiu falar antes de ser interrompido por dois ministros, três secretários, um copeiro e pelo cachorro Augusto Bolsonaro, ex-pet da família presidencial. A fala era uma tentativa de resposta às especulações do mercado de que seu valor nominal já bate valores negativos, abaixo do próprio Real, chegando a níveis somente comparáveis a bolívares venezuelanos.





“O que a gente observa é que houve uma desvalorização cambial acentuada do ministro devido à emissão de muito papel de ridículo”, explica um economista farialimer recém desfiliado do fã clube de Guedes. “Em termos práticos nós podemos dizer que um ministro que antes valia milhões de votos, hoje não consegue comprar nem apoio de militar e liberal do Partido Novo.”





Irritado com os boatos sobre sua falta de prestígio, Guedes explicou posteriormente em coletiva clandestina que a interrupção de sua fala pelos ministros Barros e Ramos não passou de um circuit break – evento normal usado para conter a flutuação das ações na Bolsa de Valores. “Mas minha filha Paula Guedes me ensinou outro dia que os jovens de hoje chamam esse evento de milicoterrupting”, explicou.


O post Cotação de Paulo Guedes já está mais baixa que a do Real apareceu primeiro em revista piauí.

“Dinheiro bom é dinheiro vivo”, dizem Bolsonaros

CAIXA FORTE, MÃO AMIGA – “Tá com peninha? Então adota o dinheiro e leva pra casa! Mas isso a esquerda não faz, né?”, disse o deputado federal Eduardo Bolsonaro, diante da notícia de que sua família bancou parte das campanhas políticas com dinheiro vivo. “Aí vem um cidadão de bem e adota o dinheiro que podia estar aí na rua, fumando um tijolo de crack, e bota o dinheiro pra pagar um apartamento, uma escola, e vem os comunistas e ficam de mimimi. Canalhas!”



“Hemorroidas! Quer dizer, hipócritas!”, acrescentou o presidente Jair Bolsonaro. “Se eu digo que bandido bom é bandido morto é reclamação dos direitos humanos. Mas se eu digo que dinheiro bom é dinheiro vivo também vem a imprensa pra cima de mim! É vivo ou morto, porra?!”


O senador Flávio Bolsonaro também comentou o assunto por meio de música no programa Alerta Nacional, do apresentador Sikera Jr: “El, el, el, o dinheiro vivo é em papel. Iate, iate, iate, muito caro tá meu chocolate. Iu, iu, iu, todos assessores dão o que querem dos seus salários.”


O filho Zero Dois, Carlos Bolsonaro, como de praxe, foi ao Twitter aparentemente se defender das acusações: “Aponte o dedo fétido para mim, mas não aponte uma arma para a biografia dos calças encravadas desse universo pútrido em que só se vê a patifaria com o sentimento da população!!!!!!!! O que me importou jamais foi o poder. Quem sou eu nesse monte de gente estrelada?”


O post “Dinheiro bom é dinheiro vivo”, dizem Bolsonaros apareceu primeiro em revista piauí.

Para garantir presença de Flávio, PF marca acareação em frente a caixa eletrônico

BANCO 24H DOS RÉUS – “Acareação não. Senador da república, melhor que você”, disse o senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, sobrinho de consideração do Procurador Geral da República, Augusto Aras, padrinho do prefeito do Rio, Marcelo Crivella, e pai adotivo do governador em exercício fluminense, Cláudio Castro. A frase foi dita pelo senador ao saber que a Polícia Federal marcou sua nova acareação com o empresário Paulo Marinho diante de um caixa eletrônico da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, de forma a garantir sua presença.



“O senador não compareceu à acareação que agendamos para hoje porque precisava fazer uma dancinha no programa do apresentador Sikera Junior em Manaus”, disse um delegado da PF responsável pelo caso. “Então marcamos diante de um caixa eletrônico da Alerj, que é um lugar onde sabemos que ele fica confortável.”


A PF também já preparou um plano B para caso o senador não compareça mais uma vez. Fontes indicam que a alternativa seria transferir o encontro para uma propriedade de Frederic Wassef em Atibaia ou para uma central de gatonet na comunidade de Rio das Pedras.


O post Para garantir presença de Flávio, PF marca acareação em frente a caixa eletrônico apareceu primeiro em revista piauí.

Governo pretende transformar remake de Pantanal em Rei do Gado

MATO FINO DO SUL – Crise no Projac. Depois de anunciar que Vanessa Giácomo será a intérprete da personagem Juma Marruá no remake da novela Pantanal, a Globo foi notificada extrajudicialmente (vulgo live no Facebook) pelo presidente Jair Bolsonaro. Em sua peroração ao povo brasileiro, o presidente anunciou que só renova a concessão da emissora caso o remake de Pantanal seja trocado por outro remake, mas da novela O Rei do Gado.



“A gente já tá fazendo essa substituição do pantanal por gado na vida real, tá ok? Então nada mais natural do que essa emissora faça isso daí também, por patriotismo”, declarou o presidente Jair Bolsonaro. Na refilmagem, o personagem José Inocêncio, eternizado por Antonio Fagundes, deverá ser interpretado pelo ministro Ricardo Salles, que já concorre ao Oscar de efeitos especiais por ter transformado a Amazônia num garimpo e o Pantanal numa sucursal de Marte.


Nesta sexta feira, o secretário especial da cultura, Mário Frias, anunciou a co-produção entre sua pasta e o ministério do Meio Ambiente: “Temos que celebrar nossos heróis maneiros de verdade, que andam armados em cima de cavalo, tocam berrante e criam latifúndios monocultores.”


O post Governo pretende transformar remake de Pantanal em Rei do Gado apareceu primeiro em revista piauí.

Depois de colocar Pazuello como titular, Bolsonaro transforma Guedes em interino

CT DA ALVORADA – Reviravolta na Taça Neo-Ditadores da América. Após três meses como treinador-interino, o general Eduardo Pazuello foi finalmente efetivado na Saúde, onde foi responsável por uma campanha sanitária muito elogiada pelo cartola Donald Trump, o Ricardo Teixeira da Covid-19. Em compensação, o também treinador Paulo Guedes foi rebaixado para o cargo de interino na Economia, fazendo valer a impressão, já clara entre os analistas, de que nunca passou de um menino-prodígio, uma promessa que não vingou em campo.



“Essa coisa aí de arrumar a disciplina de jogador é comum, tá ok? Eles querem a nossa hemorróida! Já aconteceu com o Gabigol, com o Messi e com o Moro”, explicou o presidente Jair Bolsonaro. “Então o Guedes vai amargar essa interinidade aí até provar que consegue botar o quilo do arroz a menos de 30 reais. E se não conseguir, eu vendo ele logo pro Botafogo, que adora um jogador estrela em fim de carreira.”


Questionado sobre o chega-pra-lá, Guedes, agora chamado internamente pelo apelido de Bad Boy de Chicago, afirmou: “Tem que respeitar a decisão do professor. Se ele quiser eu volto pro banco. Eu já fui muito feliz no banco e posso voltar pra lá”, declarou o ex-BTG United.


O post Depois de colocar Pazuello como titular, Bolsonaro transforma Guedes em interino apareceu primeiro em revista piauí.

MAIS POSTS

Compartilhar

Escolha uma rede para compartilhar

Marcadores