arrow_back

The Piauí Herald

Vacinação privada leva a abertura da primeira Vacineria Gourmet em São Paulo

VACINÃO DE NORONHA – “Traz a seringa que pisca! Traz a seringa que pisca!” É ao som desse sucesso da cantora Valeska Popozuda que a elite mais VIP das empresas mais VIPs do país serão vacinadas na primeira Vacineria Gourmet, aberta ontem na rua Oscar Freire, em São Paulo. A vernissage da primeira brand de vacinação voltada ao público AAA seu deu imediatamente após a aprovação por 317 votos, na Câmara, do texto que permite flexibilizar a compra de vacinas por empresários. Agora só falta a aprovação do texto no Senado pra festa ser geral.



O empreendimento é uma joint venture dos empresários e sanitaristas Luciano Hang, Carlos Wizard, Junior Durski, Roberto Justus e Flavio Bolsonaro, que entrou com o know how adquirido no mercado de chocolate de luxo. “Temos uma variedade fascinante”, explicou Wizard. “É uma coisa top of the line mesmo, um cardápio com vacinas do mundo todo, mas não é pra todo mundo”, brincou o empresário, enquanto saboreava um Sputnik safra 2021.


“Onde as pessoas vêem problemas eu vejo oportunidade”, comentou Luciano Hang, que já pretende organizar a primeira virada vacinal de seu estado, a CoronaTop, a ocorrer em Jurerê Internacional. “O governo Bolsonaro nos deu essa oportunidade de investir em uma vacinação mais VIP, mais personalizada, em seringa que imita garrafinha de Moet Chandon. Mas esses avanços a mídia não mostra, né?” A virada terá um open bar com doses infinitas de tequila, vodka e Covaxin. “Só não pode vacina da China, que tudo tem limite”, acrescentou Hang.






O post Vacinação privada leva a abertura da primeira Vacineria Gourmet em São Paulo apareceu primeiro em revista piauí.

Racista ainda não foi eliminado de reality show

SOROCABA (GO) – Duas semanas depois de fazer um gesto racista no jogo da discórdia promovido pelo Senado, o assessor especial Filipe Martins – da famosa dupla sertaneja Bannon e Sorocabannon – ainda não foi eliminado do reality show mais indigesto da televisão brasileira (e do grupo de família do WhatsApp). Para se manter no páreo até a final, o brother tem contado com o apoio do fã clube dos Proud Boys, da Klu Klux Klan e do Movimento Integralista Brasileiro.



“No tocante a isso daí o Filipe Martins é um jogador mais competitivo que o Ernesto, que não sabia nem lacrar no Twitter”, disse o diretor, apresentador, líder, anjo caído e monstro Jair Bolsonaro, o famoso Bozinho. “Essa semana, inclusive pra tirar esse clima pesado, a gente preparou uma festa muito boa, com iluminação de fogo numas cruzes, que vai animar o pessoal, tá ok?”


Bozinho aproveitou para rebater críticas de que seu reality tem sido conivente com o desrespeito. “A regra aqui é clara, tá ok?”, explicou. “A gente deixa fazer chacota de peso de quilombola, falar de pinto de japonês e mandar a imprensa enfiar coisa no rabo. Pode chamar mulher de feia, ameaçar de estupro e dizer que inimigo tem cara horrorosa de viado. Só não pode falar mal de agroboy, que aí é preconceito.”





O post Racista ainda não foi eliminado de reality show apareceu primeiro em revista piauí.

Remake: Bolsonaro protagoniza filme Férias Superfaturadas

LEI ROUALEY –  Dois milhões e trezentos mil reais torrados nas férias de fim de ano!!!! É com esse argumento sucinto que os estúdios Wassef Brothers pretendem regravar o sucesso Férias Frustradas, agora protagonizado por um papai bem fascistão que faz altas trapalhadas negacionistas com dinheiro público durante as férias com a família no litoral catarinense.



“Custou 2,3 milhões de reais? Custou. Mas isso aí é investimento em cultura. Pelo menos não é Bruna Surfistinha, tá ok?”, respondeu o presidente Jair Bolsonaro, protagonista do filme, durante a junket com os críticos de cinema dos sites Terça Livre e Gazeta do Povo. “Os cinemas não tão fechados por causa dos governadores comunistas? Então nem precisa mais ir no cinema. É só procurar eu no jet ski ali no youtube e o filme tá visto.”


O fato do filme ser rodado inteiramente em vídeos de whatsapp, da cenografia e figurino serem mambembes e do roteiro não ter nem pé nem cabeça fez especialistas questionarem onde foi gasto tanto dinheiro. Dados revelados pela Lei de Transparência mostraram que 80% do orçamento foi gasto em latas de leite condensado, 10% em fichas de fliperama para Carlos Bolsonaro e o resto em doces diversos em uma loja da Kopenhagen no Rio de Janeiro.






O post Remake: Bolsonaro protagoniza filme Férias Superfaturadas apareceu primeiro em revista piauí.

Próximo comandante do Exército terá que provar proficiência em Twitter

MILICOSFERA – “Tem que tirar 10 em tuíte ao alvo, tuíte à distância, tuitagem na selva e tuitagem submarina, tá ok? Aí tá apto.” Foi assim que o presidente Jair Bolsonaro anunciou quais serão as qualificações necessárias para a escolha do próximo general a comandar o Exército – cargo aberto após a demissão do general Pujol. “E tem que ser general de quatro posts, com perfil verificado, se não nem tem papo.”



Para se adaptar ao anúncio de Bolsonaro, o Exército anunciou a criação do BOPE, o Batalhão de Operações e Postagens Especiais, que terá como tuiteiro de honra o general Villas Bôas. “Esse sim é um verdadeiro herói de guerra, tá ok? Não teve medo de ameaçar dar golpe de estado pelo Twitter pra me fazer ganhar do PT.”


O anúncio trouxe um pouco de calma ao mercado, que temia a nomeação de um general que não ameaçasse a democracia pelas redes sociais.





O post Próximo comandante do Exército terá que provar proficiência em Twitter apareceu primeiro em revista piauí.

Bolsonaro nomeia navio Ever Given para o lugar de Ernesto Araújo

CANAL DE SUEX MINISTRO – “Isso aí é pra quem achava que ia mudar uma coisa no Itamaraty, tá ok? O Ernesto foi embora, mas a gente continua sendo pária com orgulho. E se reclamar ainda boto o menino supremacista lá.”  Foi com essas palavras que o presidente Jair Bolsonaro anunciou a nomeação do navio Ever Given, que encalhou no Canal de Suez, como seu novo ministro das Relações Exteriores.



O anúncio pegou de surpresa a Faria Lima, que esperava que Bolsonaro viesse a nomear algum diplomata de perfil supremacista, racista, fascista, além obviamente de incompetente, mas nunca algo tão drástico quanto um navio encalhado. “O Ernesto Araújo lutava contra o globalismo no campo das ideias. Já o navio Ever Given luta no campo da prática mesmo, destruindo o comércio global”, explicou um analista internacional.


A primeira missão do navio à frente do Itamaraty será a de encalhar no meio do caminho entre a China e o governador de São Paulo, João Doria. Depois disso, o navio será encalhado no Rio da Prata – de forma a atrapalhar nossas relações com a Argentina – e por fim na comunidade de Rio das Pedras, no Rio de Janeiro, para bloquear qualquer investigação do MPF sobre a relação dos milicianos com a família Bolsonaro. Fontes indicam que o navio já está aprendendo a fazer o sinal supremacista com o leme, de forma a agradar o patrão.






O post Bolsonaro nomeia navio Ever Given para o lugar de Ernesto Araújo apareceu primeiro em revista piauí.

MAIS POSTS

Compartilhar

Escolha uma rede para compartilhar

Marcadores